Histórias em vídeo enriquecem interação na Educação Infantil
Atualizado em 30/06/2020 - 16:42
Professores da rede municipal preparam atividades para alunos durante  pandemia do Coronavírus. Foto: Claudio Vieira/PMSJC 25-06-2020
O conto 'A Casa Sonolenta', interpretado pela professora Rosana Pereira, ultrapassa barreiras e, graças à tecnologia, entra na casa de cerca de 500 alunos - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Gisele Lopes
Secretaria de Educação e Cidadania

Contação de histórias por meio de vídeos, encontros virtuais e brincadeiras pedagógicas com atividades para toda família. Essas são algumas medidas adotadas pela coordenadoria da Secretaria de Educação e Cidadania e equipe gestoras das escolas de educação infantil de São José durante o período de pandemia.

Desde o cancelamento das aulas presenciais, familiares dos cerca de 32 mil alunos com idade entre 0 e 5 anos atendidos pela rede municipal contam com atividades disponíveis no site da Prefeitura e no Portal Ledi.

Localizada no Conjunto Residencial 31 de Março, na região sul, professores e equipe gestora da Emei Arlindo Caetano Filho criaram grupos no WhatsApp com o objetivo de facilitar a interação entre a escola, alunos e familiares.

“Duas vezes por semana, as professoras do bloco de literatura e música preparam os vídeos aqui na escola. As famílias estavam sedentas por essa interação. Estamos muito felizes com a oportunidade de levar conteúdo para as crianças, com todos os cuidados necessários e o objetivo de fazer o melhor. Os professores abraçaram a iniciativa”, contou Fernanda Anjos, diretora da unidade escolar.

Na sala de aula, tripé, uma espécie de malha verde e muita criatividade dão vida à história “A Casa Sonolenta”, interpretada pela professora Rosana Pereira. O conto, que surge de dentro de uma mala, ultrapassa barreiras e, graças à tecnologia, entra na casa de cerca de 500 alunos com idade entre 0 e 5 anos.

“Estava com saudade de voltar para a escola. Essa interação com as crianças faz falta. O bloco de literatura e música é muito lúdico, exige criação e criatividade. Meu objetivo é de que as histórias gravadas aqui sejam sentidas pelas crianças com a mesma emoção da sala de aula”, explicou a educadora.

Inovação

A iniciativa de encaminhar histórias em formato de vídeo agradou bastante à família da aluna Eloah Castro, de 4 anos. “Mesmo à distância, as crianças sentem que fazem parte da escola. Esse tipo de proposta contribui bastante com o aprendizado”, contou Elsa Castro, mãe da aluna Eloah.

A iniciativa agradou bastante a família da aluna Eloah Castro, de 4 anos

Novos desafios, exigem novas medidas. Uma coisa é certa: com esforço, dedicação e cooperação, alunos de todas as faixas etárias irão passar por essa fase. E o aprendizado com o período de pandemia oportunizará conhecimentos para toda a vida.

“É tudo novo. Professores, equipe pedagógica da Secretaria de Educação e Cidadania, familiares e alunos estão ressignificando todo conhecimento e a união deste trabalho. Gera um retorno positivo por parte das famílias das crianças”, concluiu Fernanda Anjos, diretora da Emei Arlindo Caetano Filho.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania