Febre amarela

Febre amarela

Prevenção, sintomas da doença e orientações sobre vacina

O MOSQUITO

 

HAEMAGOGUS E SABETHES

 

O Haemagogus e Sabethes são mosquitos bem diferentes, porém com hábitos semelhantes. Os mosquitos do grupo Haemagogus podem apresentar ou extrair escamas cobertos com uma faixa prateada longitudinal na parte superior, ou extrair coberto de escamas com tonalidade escura, que varia verde-escuro a azul. Um olho nu, Haemagogus, se parece com o Aedes, especialmente ao  Aedes albopictus,  por possuir uma mesma listra longitudinal no tórax. A principal diferença é que eles não apresentam faixas brancas nas pernas. Por outro lado, os Sabethes chamam atenção pelo colorido metalizado, com toneladas de violeta, roxo, azul e verde.

 

HÁBITOS

 

Os vetores silvestres têm hábito diurno, vivem em copas de árvores, realizando o repasto sanguíneo durante as horas mais quentes do dia, sendo, geralmente, mais ativos entre às 9h e 16h da tarde.

 

CICLO SILVESTRE

 

No Brasil, até o momento, só temos o ciclo silvestre do mosquito, no qual, os primatas não humanos (macacos) são os principais hospedeiros e amplificadores do vírus e os vetores são mosquitos com hábitos estritamente silvestres, sendo os gêneros Haemagogus e Sabethes os mais importantes na América Latina. Nesse ciclo, o homem participa como um hospedeiro acidental ao adentrar áreas de mata.

 

ORIENTAÇÕES GERAIS

·         Se encontrar um macaco morto:

Primeiro: não toque no animal. A febre amarela você só pega se for picado pelo mosquito que transmite o vírus, mas o macaco pode transmitir outras doenças graves para o homem, tais como raiva e herpes vírus.

Isole o local (se possível, 2 metros de raio) e ligue imediatamente para Centro de Controle de Zoonoses (3931-2292 ou 3934-4923) ou Núcleo Hospitalar de Epidemiologia (3901-3509 ou 3901-3453).

A DOENÇA

 

O que é?

A febre amarela é uma doença causada por um vírus e transmitida ao macaco e ao homem pela picada de um mosquito.

Existem dois tipos de febre amarela: a silvestre e a urbana. A diferença das duas é o mosquito que carrega o vírus e o transmite pela picada.

Atualmente no Brasil só existe a febre amarela silvestre, que é transmitida pelos mosquitos que vivem na mata. Porém, temos que ter muito cuidado para a febre amarela não se tornar urbana, eliminando todos os criadouros do mosquito da dengue, porque ele pode também transmitir a febre amarela, caso se contamine com esse vírus.

 

Como se transmite?

 

É transmitida pela picada dos mosquitos transmissores infectados.

Sintomas

 

Os sintomas iniciais da febre amarela são:

  • início súbito de febre;
  • calafrios;
  • dor de cabeça intensa;
  • dores nas costas;
  • dores no corpo em geral;
  • náuseas e vômitos;
  • fadiga e fraqueza.
  • A maioria das pessoas melhora após estes sintomas iniciais. No entanto, cerca de 15% apresentam um breve período de horas a um dia sem sintomas e, então, desenvolvem uma forma mais grave da doença.

 

Em casos graves, a pessoa infectada por febre amarela pode desenvolver algumas complicações, como:

  • febre alta;
  • icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos);
  • hemorragia (especialmente a partir do trato gastrointestinal);
  • eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos.

 

Diagnóstico

 

É realizado por exames laboratoriais que indicam a presença do vírus ou anticorpos contra a doença.

 

Tratamento

O tratamento da febre amarela é apenas sintomático, com cuidadosa assistência ao paciente que, deve permanecer em repouso, hospitalizado, com reposição de líquidos e das perdas sanguíneas, quando indicado.

 

PREVENÇÃO

A vacina é a principal forma de prevenção e controle da febre amarela. Desde abril de 2017, o Brasil adota o esquema vacinal de apenas uma dose durante toda a vida, medida que está de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

É uma vacina de vírus vivo atenuado, administrada via subcutânea, está disponível durante todo o ano nas unidades de saúde e deve ser administrada pelo menos 10 dias antes do deslocamento para áreas de risco, principalmente, para os indivíduos que são vacinados pela primeira vez.

A vacinação para febre amarela é ofertada na rotina dos municípios com recomendação de vacinação

 

 

 

Complicações com a vacina.

O mais comum é dor e vermelhidão no local da aplicação. Após 3 dias pode apresentar febre, dor de cabeça e dor no corpo. Raramente é possível apresentar uma reação que parece febre amarela. Se houver qualquer complicação, procure o seu médico.

Quem não pode tomar a vacina contra a febre amarela?

Não podem tomar a vacina:

  • Crianças menores de nove meses de idade
  • Gestantes
  • Mulheres amamentando crianças com até 6 meses
  • Pessoas com imunodeficiência primária ou adquirida
  • Indivíduos vivendo com HIV/Aids que apresentem imunodeficiência grave
  • Indivíduos com imunossupressão à doença ou terapias imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses de 2 mg/kg/dia para crianças e 20 mg/dia para adultos por mais de 14 dias)
  • Pessoas em uso de medicações antimetabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença (Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Natalizumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe e outros terminados com MOMAB, XIMAB, ZUMAB, ou UMAB)
  • Transplantados
  • Câncer em tratamento
  • Pessoas que apresentaram reação alérgica grave ao ovo
  • Pessoas com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma), lúpus, doença de Addison;
  • Artrite reumatoide
  • Pessoas com doenças hematológicas que cursam com imunodeficiência (como aplasia de medula/anemia aplástica)

 

Escala de vacinação

Por UBS e região


Segunda-feira

Região Centro/Norte - Santana, Alto da Ponte e Jardim Paulista

Região Leste - Paraíso do Sol e Santa Inês

Região Sul - Colonial, Satélite e Chácaras Reunidas


Terça-feira

Região Centro/Norte - Altos de Santana, São Francisco Xavier e Bonsucesso

Região Leste - Novo Horizonte e Vila Industrial

Região Sul - Oriente, Parque Industrial e Morumbi


Quarta-feira

Região Centro/Norte - Centro I e Telespark

Região Leste - Campos de São José, Detroit, Jardim da Granja e São Judas Tadeu

Região Sul - Bosque dos Eucaliptos e Dom Pedro

Região Oeste - Limoeiro


Quinta-feira

Região Centro/Norte - Vila Paiva, Bonsucesso e Centro 2

Região Leste - Eugênio de Melo, São José 2 e Vila Nair

Região Sul - Interlagos e Residencial União


Sexta-feira

Região Centro/Norte - Vila Maria e Buquirinha

Região Leste - Americano, Putim, Vista Verde e Vila Tesouro

Região Sul - Campo dos Alemães

Região Oeste - Jardim das Indústrias