Prefeitura amplia parceria para Atividade Complementar da GCM
Atualizado em 23/02/2021 - 12:19
Operação especial da GCM para coibir fluxo do funk e aglomerações e aumentar isolamento social. Foto: Claudio Vieira/PMSJC 26-06-2020
Combate aos fluxos na zona oeste; associações de moradores do Urbanova contrataram guardas com esta finalidade - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Cláudio Souza
Secretaria de Proteção ao Cidadão

Um grupo de sete associações de moradores do bairro Urbanova, na zona oeste, assinou convênio com a Prefeitura de São José dos Campos nesta segunda-feira para contratação da Atividade Complementar da GCM (Guarda Civil Municipal) com a expectativa de prevenir a realização de fluxos e festas com aglomerações nas ruas do bairro.

O contrato de três meses é de R$ 11.440. O valor será disponibilizado para os guardas que prestarem o serviço em seus horários de folga. Eles atuarão no entorno dos condomínios.

O modelo adotado no Urbanova e que reforçará as operações já existentes no local pode ser expandido para outros bairros, de acordo com o interesse das associações de moradores.

A ampliação das ações da Atividade Complementar da GCM e do programa São José Unida para reduzir os índices de criminalidade integra o Plano de Gestão 2021-2024.

"A GCM vai nos ajudar a prevenir fluxos e festas a ceú aberto, que têm perturbado nosso sono e prejudicado nossa saúde. Com isto, teremos mais sossego, segurança e qualidade de vida", disse o diretor-presidente da Associação Mônaco, Rodrigo Haram.

"Nossa expectativa ao contratar a Atividade Complementar da GCM é muito positiva. Esperamos resolver estes problemas de fluxos e perturbação do sossego, que nos causam muitos transtornos", afirmou o diretor de segurança da Associação Alphaville, Eliseo Yoshihara.

Aglomerações

A contratação da Atividade Complementar da GCM por associações de moradores e condomínios integra pacote de ações da Prefeitura para coibir os fluxos e aglomerações, reduzindo a propagação da covid-19 no município.

Em todos os finais de semana e feriados são realizadas ações integradas com participação de guardas civis municipais, agentes do DFPM (Departamento de Fiscalização de Posturas Municipais), agentes de Mobilidade Urbana e policiais Militares através da Atividade Complementar.

Também já estão em vigor a lei que limita o horário de funcionamento das adegas e similares e o convênio entre a Administração municipal e a Polícia Militar para a fiscalização do trânsito.

Os policiais estão credenciados para a fiscalização do trânsito de competência do município (uso do solo) e já estão multando veículos estacionados de forma irregular.

A Secretaria de Mobilidade Urbana iniciará nos próximos dias a instalação de placas "antifluxo" de proibido estacionar nos horários e locais onde há maior incidência de fluxos e aglomerações de pessoas e veículos nas vias públicas. 

Os munícipes podem denunciar aglomerações e descumprimentos das regras de isolamento social pela Central 156 e pelos telefones 153 (GCM), 190 (COI/Copom) e 3901-4120 (DFPM).

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Proteção ao Cidadão