Nadar em rios e represas requer cuidados especiais
Atualizado em 29/05/2020 - 10:37
PISCINAS VERTICAIS PARQUE SERGIO SOBRAL E PARQUE RIBEIRAO VERMELHO - 16-11-2019 - LUCAS CABRAL
Piscinas verticais são opção para quem quer se divertir em segurança; Corpo de Bombeiros e Defesa Civil alertam para riscos de nadar em rios e represas - Foto: Lucas Cabral/PMSJC

Cláudio Souza
Secretaria de Proteção ao Cidadão

Com a chegada do verão e das férias, aumenta o número de pessoas que frequentam cachoeiras, lagos, rios e represas. Mas, para que a diversão seja segura, é preciso alguns cuidados. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil dão orientações de segurança para evitar afogamentos.

Quanto a nadar em rios, cachoeiras, lagos e represas, o Corpo de Bombeiros não orienta ninguém a buscar essa prática, já que estes locais costumam conter galhos, lixo, lodo e pedras que podem ocasionar acidentes graves.

Cuidados

Um dos principais cuidados é não mergulhar em locais desconhecidos. Crianças nunca devem permanecer sozinhas.

Evite entrar na água, para nadar, depois de lanches e refeições e depois de ingerir bebidas alcoólicas.

Cuidado com o nível dos rios. O aumento do volume de água em uma velocidade muito rápida indica risco para quem está nadando no local.

Nunca mergulhe de cabeça. Mesmo tendo experiência, certifique-se antes da profundidade e verifique a presença de pedras ou outros objetos que possam causar ferimentos.

Nunca tente salvar banhistas vítimas de afogamento, a menos que seja habilitado ou treinado para o procedimento.
Limite-se a lançar algum objeto que ajude a flutuação da vítima e acione o Corpo de bombeiros pelo telefone 193.

Operação Verão

Até o próximo dia 31 de março, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros realizam a Operação Chuvas de Verão com o objetivo de preservar vidas e reduzir danos materiais no período de maior incidência de chuvas, podendo ser prorrogada em caso de necessidade.

A ação é desenvolvida em conjunto com órgãos estaduais e concessionárias de serviços.

Na estação mais quente do ano, começam também as chuvas de verão e a preocupação com cheias de rios, enchentes, raios, deslizamentos de terra e escorregamentos de encostas.

Para evitar e minimizar eventuais prejuízos, a Defesa Civil monitora todas as regiões da cidade.

A equipe atual é formada por 24 agentes e cerca de 100 voluntários treinados.

Em São José, os telefones de emergência para a comunicação de incêndios é o 193 (Corpo de Bombeiros) e 190 (Polícia Militar - Centro de Operações Integradas). Os munícipes também podem acionar a Central 156 (telefone, aplicativo e site).

São José Unida

A parceria entre o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil integra as ações do programa São José Unida, criado pela Prefeitura em 2017 para integrar o trabalho das forças policiais e instituições com o objetivo de otimizar o serviço prestado à população e diminuir os índices de criminalidade no município, o que tem acontecido de acordo com os estatísticas divulgadas mensalmente pela Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Sob a liderança da Administração, participam do programa a Guarda Civil Municipal, DFPM (Departamento de Fiscalização e Posturas Municipais), agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Federal, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros e Detran-SP.

Desde o início da atual Administração em 2017, a Prefeitura tem investido na capacitação constante dos 24 agentes e 100 voluntários da Defesa Civil e na compra de novos equipamentos, carros e uniformes para aprimoramento do atendimento à população.

Salvamento

A Operação Verão e as ações do Corpo de Bombeiros ganharam reforço na última sexta-feira (10) com a incorporação à frota de novo caminhão que será utilizado para combate a incêndio e salvamento.

A viatura foi adquirida pelo governo do Estado de São Paulo, em investimento de cerca de R$ 600 mil.

O Auto Bomba Salvamento reforçará a estrutura de trabalho da corporação.

É uma viatura equipada e estrategicamente montada para atender os mais variados tipos de ocorrências de incêndio e salvamento, podendo ser tripulada por até cinco bombeiros.

Piscinas públicas

As piscinas públicas são opções mais seguras para quem gosta de nadar e quer evitar rios e represas.

Aos finais de semana, as piscinas funcionam das 10h30 às 12h e das 13h às 17h30.

Todas elas possuem salva-vidas, garantindo diversão segura para toda a família.

O Projeto Verão começou no último dia 5 de outubro e prossegue até 29 de março. Os espaços são sempre supervisionados por monitores e guarda-vidas.

As piscinas abertas

• Centro Comunitário Alto da Ponte (Rua Alziro Lebrão, s/nº)

•Centro Poliesportivo Altos de Santana (Av. Alto do Rio Doce, 801)

• Centro Esportivo Eugênio de Melo (Rua Ambrósio Molina, 370)

• Centro Poliesportivo Jardim Cerejeiras (Rua 23 de Dezembro, 400)

• Emef Profª Maria Nazareth de Moura Veroneze (Praça Columba, 45, Jardim da Granja)

• Centro Poliesportivo Jardim Morumbi (Av. Eline Maria Barbiere Soares, 180)

• Centro Poliesportivo João do Pulo (Av. Perseu, nº 180,  Jardim Satélite)

• Centro Poliesportivo São Judas Tadeu (Av. São Jerônimo, s/nº)

• Piscina Vila Nova Conceição (Rua Suécia, s/n)

• Centro Poliesportivo Vila Tesouro (Rua Bento Pinto da Cunha, 381)

• Centro Esportivo Vila Maria (Praça Nenê Cursino, s/n)

• Piscina Parque Industrial (Rua Goiânia, 225)

• Centro Comunitário Vila Industrial (Praça José Molina, s/nº)


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Proteção ao Cidadão