Festival promove produção rural e gastronomia de São Francisco
Atualizado em 09/09/2019 - 12:01
FESTIVAL GASTRONOMICO SAO FRANCISCO XAVIER - 07-09-2019 - LUCAS CABRAL
Praça Cônego Antonio Manzi foi tomada por produtores de alimentos locais, chefs de cozinha e consumidores - Foto: Lucas Cabral/PMSJC

Wagner Matheus
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico

O distrito de São Francisco Xavier, na região norte de São José dos Campos, viveu um saboroso fim de semana com a realização do festival gastronômico Viva Mantiqueira. No sábado e domingo (7 e 8), a praça Cônego Antonio Manzi foi tomada por produtores de alimentos locais, chefs de cozinha e consumidores.

O evento foi uma realização da empresa Degusta e do portal SPRio+, com apoio da Prefeitura de São José dos Campos. O objetivo foi valorizar os produtores e produtos rurais locais. Catorze restaurantes do distrito prepararam pratos especiais na praça, além de os servirem em seus endereços.

“Unimos as duas pontas, produtores e consumidores, tendo os restaurantes como intermediários”, explicou o jornalista André Leite, da Degusta. “Através das aulas-show realizadas na praça, procuramos valorizar os ingredientes locais com pratos bem elaborados, mas não necessariamente sofisticados.”

Produtos locais

Além das barracas dos restaurantes, cerca de 20 produtores rurais do distrito também expuseram na praça produtos como cogumelo shitake natural e em conserva, hortaliças, geleias, queijos e peixes, entre outros.

“Descobrimos produtos que ainda não chegaram a São José e região, mas que pessoas de fora já conhecem. É o caso de bebidas como gim e cervejas artesanais que estão sendo produzidos aqui com a água de ótima qualidade que o distrito possui”, contou André.

Segundo ele, pode-se dizer que o atual estágio da gastronomia de São Francisco Xavier não perde para os bons restaurantes dos melhores centros. Por isso, a ideia é incluir o evento no calendário oficial do município para que seja realizado anualmente.

Clima favorece

Daniel Machado, 31 anos, é de São José dos Campos, está produzindo cogumelo shitake no bairro Santa Bárbara há cerca de um ano e vende a produção in natura e também na forma de conserva. “O produto que mais tem a ver com a cultura de São Francisco é o shitake, e esse evento, que traz muita gente de fora, nos ajuda a divulgá-lo”, ressaltou.

O produtor explicou que o clima do distrito, úmido e com poucas variações bruscas de temperatura, é propício para o cultivo do shitake. “São Francisco tem um clima similar ao das florestas de carvalho japonesas, de onde o shitake é originário.”

Divulgação

Um dos restaurantes locais que se instalou nas barracas do evento, o Villa K2 fez sucesso com um prato especial, o pernil de colher com purê de batata doce. Kaká Borgonovi, 58 anos mantém o restaurante no distrito há cerca de três anos e meio com uma culinária que define como variada contemporânea.

“Esse tipo de evento é importante e deve ser realizado anualmente, mas é preciso mais para desenvolver a gastronomia local”, opinou. “Precisamos de eventos durante o ano todo, inclusive nos períodos de baixa estação.”

Saboreando o pernil de colher em uma das grandes mesas instaladas em uma fileira central entre as duas colunas de barracas, Celina Canaparro, 55 anos, moradora em São Paulo, concordou com a empresária. “Não sabia que existia tanta opção de produtos locais, isso deve ser divulgado para fora do Vale do Paraíba”, disse.

Mesmo moradores bem próximos ficaram impressionados com as novidades que puderam ver no festival. É o caso de Lisangela Ferreira, 43 anos, de São José dos Campos. “Vim hoje em função do evento e achei tudo muito gostoso, tudo bem natural”, ressaltou. Ela se deliciou com risoto de camarão, bruschetta, mel e outros produtos expostos.

O festival Viva Mantiqueira também levou ao público informação e entretenimento. Nas aulas-show, chefs prepararam pratos especiais no palco do evento. Duas mesas-redondas também discutiram a produção local. Um show musical com Ana Vilela e Tuia Lencioni completou a programação.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico