Feira de adoção de cães e gatos muda vidas em São José
Atualizado em 30/03/2019 - 21:56
FEIRA DE ADOCAO CCZ - 30-03-2019 - LUCAS CABRAL
O casal de namorados Marcelo Ferrraz e Juliana Ladeira com Tic Tac e Frajola: lar transformado pelo programa de Adoção de Cães e e Gatos - Foto: Lucas Cabral/PMSJC

Cláudio Souza
Secretaria de Saúde

Moradora do Jardim Maringá, na região central de São José dos Campos, a analista de produtos Juliana Ladeira Moreira da Costa, 33 anos, viveu um dia especial neste sábado (30).

Ao acordar, ela não podia imaginar que teria uma experiência tão gratificante, que mudaria sua vida.
Logo no início da manhã, ela e o namorado Marcelo Ferraz, 28 anos, foram ao CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) dispostos a adotar uma cadela e um gato.

Ao chegarem ao local, apaixonaram-se pelo Tic Tac, um cão de 3 anos que requer cuidados especiais após ter contraído, quando mais novo, a doença Cinomose.

Resultado: mudaram seus planos. Voltaram para casa com o gato pretendido, mas a cadela foi substituída pelo Tic Tac, um dos xodós dos funcionários do CCZ.

No final, todos saíram felizes: o casal de namorados adotou um cão especial, dando um exemplo de cidadania e amor, e Tic Tac ganhou um novo lar.

Se ficaram tristes por não poder mais conviver com Tic Tac, por outro lado os funcionários da Prefeitura de São José dos Campos tiveram seu trabalho compensado ao perceberem, na prática, que as feiras de adoção de cães e gatos fazem diferença na vida das pessoas e de seus novos donos.

Amor à primeira vista

Juliana era só alegria à tarde em seu apartamento. Além do amor de sua vida, que nem sempre está ao seu lado por morar no Rio de Janeiro, agora terá a companhia diária do Tic Tac e do seu amigo de CCZ, o gato Frajola.

"Eles estão se dando muito bem e todos nós estamos muito felizes. Há dois anos que estava sem animal de estimação e não aguentava mais de saudade de ter um pet", disse a analista de produtos.

"Queria uma cadela preta, mas não dá para resistir ao Tic Tac. Foi amor à primeira vista. Logo que chegamos ao CCZ, ele já grudou no Marcelo. Fico feliz de poder dar um lar para o Frajola e para o Tic Tac. Agora, tenho um gato e um cão especial em todos os sentidos."

Adoção consciente

A fisioterapeuta Narana Domingos Sousa, 24 anos, é outra prova do sucesso do programa de adoção de cães e gatos da Prefeitura.

Moradora de Jacareí, ela veio a São José neste sábado especialmente para conhecer o projeto e os animais de estimação.

"Já tinha ouvido falar da feira e vim conhecer. A Prefeitura está de parabéns por este programa, que é muito legal por estimular a adoção e não a compra de cães e gatos", afirmou Narana, que não conseguia desgrudar de um gato que estava em exposição.

Não levou nenhum animal deste vez, mas garantiu que esta situação vai mudar na próxima feira.
"Vou voltar aqui no CCZ e levar para casa um animal de estimação. Só não fiz isto hoje porque quero deixar tudo preparado para recebê-lo com todo conforto."


Vidas transformadas

A feira deste sábado, a terceira do ano, disponibilizou para adoção 28 cães (18 machos adultos, 8 especiais, 10 fêmeas adultas, 1 especial e 1 senil) e 17 gatos (5 fêmeas adultas e 12 filhotes, sendo 6 machos e 6 fêmeas).

As feiras de adoção do CCZ têm contribuído para que muitos animais encontrem um novo lar e para a felicidade de muitas pessoas. Juliana, Marcelo, Tic Tac e Frajola que o digam, com suas palavras, latidos e miados que encheram de vida, amor, companheirismo e exemplo de cidadania um apartamento no centro de São José, que nunca mais será o mesmo.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Saúde