Prefeitura começa o fechamento da erosão no Jardim Imperial
Atualizado em 08/03/2019 - 19:16
Reunião Moradores Jardim Imperial 08 03 2019
As máquinas da Urbam vão aterrar o buraco aberto após o rompimento da rede de esgoto e a obstrução da galeria de águas pluviais - Foto: PMSJC

Cláudio Ribeiro
Secretaria de Gestão Habitacional e Obras

A Prefeitura iniciou, nesta sexta-feira (8), o fechamento da erosão na rua Felisbina de Souza Machado, no Jardim Imperial (região sul), que foi aberta em janeiro e causada pelo rompimento da rede de esgoto e obstrução da galeria de águas pluviais. Os trabalhos, que estão sendo realizados pela Urbam (Urbanizadora Municipal), continuam no sábado (9) e estão previstos para ser concluídos no início da semana que vem, se não houver chuvas.

Após esse serviço, a Defesa Civil vai avaliar a situação dos imóveis para definir se estão em condições de segurança para a volta dos moradores.

Na próxima semana, a Prefeitura deve iniciar os trabalhos do bypass, que é a construção de uma nova galeria de águas pluviais paralela à existente. O prazo de término é de 60 a 90 dias após a ordem de serviço.

Representantes da Prefeitura de São José dos Campos conversaram nesta sexta-feira (8) com as famílias afetadas pelo afundamento do asfalto. Cerca de 20 pessoas participaram do encontro, que foi realizado no bairro, e contou com técnicos da Defesa Civil.

Na reunião, a Prefeitura explicou as medidas que vêm sendo tomadas pela Administração para dar segurança à população e proteger as residências até que sejam iniciadas as obras da nova galeria. Os moradores solicitaram a presença de representantes da Sabesp para esclarecimento dos rompimentos anteriores da rede de esgoto. A Prefeitura vai procurar agendar a reunião com a empresa na semana que vem.

Durante o período de interdição das casas, todas as sete famílias afetadas foram atendidas e estão recebendo auxílio-moradia da Prefeitura.

Como medida preliminar e emergencial, foram colocadas pedras de grandes dimensões na erosão para estabilizar o local e proteger os imóveis interditados. Em seguida, a Prefeitura construiu um acesso vertical até a galeria de águas pluviais, que permitirá a realização das obras do bypass.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Gestão Habitacional e Obras