Planejamento estratégico inovador favorece ações socioeducativas na Fundhas
Atualizado em 08/03/2019 - 18:01
Fundhas apresenta planejamento estratégico inovador aos funcionários
Profissionais da unidades especializadas em criança e adolescente da Fundhas conheceram o novo planejamento estratégico - Foto: Divulgação

Paula Pessoa
Fundhas

Dez unidades da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) iniciam este semestre com novas ferramentas de gestão. Cerca de 150 funcionários da Diretoria Especializada em Criança e Adolescente (Deca), entre assistentes sociais, educadores, professores, oficiais administrativos e outros, estiveram reunidos, nesta semana, no auditório da sede, no Parque Industrial, para conhecer o novo planejamento estratégico da diretoria.

As melhorias no planejamento estratégico contam com técnicas do mundo corporativo e irão beneficiar diretamente o atendimento às crianças e adolescentes, além de priorizar a formação dos profissionais da Fundação.

Uma equipe composta por representantes de várias áreas da Fundhas realizou o kaizen da Deca nas últimas semanas. No ramo empresarial, a expressão japonesa kaizen, que significa mudança para melhor, é uma metodologia que permite baixar os custos e melhorar a produtividade. O método traça metas, planos e prazos para ações.

As equipes contam ainda com análise de dados via a ferramenta Business Intelligence (BI) e com quadros de “Gestão à Vista” nas unidades, divulgando informações dos setores e atividades e reforçando a cultura da organização para funcionários, alunos e a comunidade.

Fazendo a diferença

Entre as metas estabelecidas no planejamento estratégico está o atendimento às crianças e adolescentes e seus familiares por meio de ações socioeducativas que viabilizam a emancipação social e façam a diferença na vida dos atendidos.

A apresentação agradou profissionais como William Alves dos Santos, que tem uma história de vida muito próxima da Fundhas. Atualmente, o ex-aluno é oficial administrativo na Unidade Jorge Alegre (Centro) e trabalha na instituição há 17 anos.

"Gostei do que foi falado hoje, principalmente sobre saber o que as crianças e os adolescentes desejam e o que precisam, assim podemos manter sempre o interesse deles pela Fundhas e oferecer o que realmente necessitam. Ter as ferramentas de análise de dados é fantástico, pois conseguimos acompanhar o desenvolvimento dos alunos”, afirmou.

“O protagonismo dos alunos nos motiva e faz brilhar os olhos. Ver os meninos e as meninas perceberem que são capazes de realizar seus sonhos e terem confiança neles mesmos é um dos meus objetivos, e o que me inspira a trabalhar”, contou animado Paulo Cesar dos Santos, educador e técnico agrícola há 16 anos na Fundação. 

A Instituição

Atualmente, a instituição mantida pela Prefeitura de São José dos Campos, atende mais de 3 mil crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, que participam de atividades gratuitas em 14 unidades. A Deca é responsável por 10 unidades, atendendo entre 6 e 14 anos. Enquanto a Divisão de Empregabilidade, com quatro unidades, é administrada pelo Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza). 

Nos 31 anos de existência, a Fundhas contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens que, por meio dos projetos, tiveram a possibilidade de realizar sonhos e buscar crescimento profissional.

Com atuação no contraturno escolar, a Fundhas oferece atividades diferenciadas para crianças e adolescentes há 31 anos. Entre as atividades, estão música, dança, teatro, artes e um cuidado especial no reforço escolar. Todos os atendidos recebem de forma gratuita, alimentação, uniforme e transporte.

O Cephas é uma instituição educacional da Fundhas que tem como finalidade oferecer educação profissional através de cursos de formação inicial e continuada, programa de aprendizagem profissional e de cursos técnicos de nível médio.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas