Centro parou neste sábado para ver e dar passagem ao bloco Pirô Piraquara
Atualizado em 04/03/2019 - 13:30
Desfile do Bloco Pirô Piraquara. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 02-03-2019
O Pirô parou o centro da cidade com marchinhas tradicionais e muita alegria, atraindo foliões de todas as idades - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Wagner Matheus
Secretaria de Governança

Quem foi que disse que Carnaval e compras não combinam? Não foi isto o que mostraram milhares de pessoas que estiveram na área de comércio da região central da cidade na manhã deste sábado (2). Depois de abrir o Carnaval de São José dos Campos na última quinta-feira (28), o bloco Pirô Piraquara voltou a sair à rua.

A concentração dos integrantes do Pirô começou por volta de 9h30, na Travessa Chico Luiz, ao lado do Mercado Municipal, exatamente onde todo sábado acontece o evento Mercadão Vivo, com artesanato, artistas populares e muita música. Os bonecões começaram a evoluir e fantasias eram colocadas à disposição de quem quisesse curtir a festa, bem ao estilo de um bloco vai-quem-quer.

Primeira vez

Nesse momento começou a nascer uma das maiores atrações do evento. Estava sobrando uma fantasia na ala das baianas e Valdenor de Souza Alencar, 77 anos, morador no bairro Novo Horizonte, na região leste, não teve dúvida. Deixou a esposa aguardando, vestiu a fantasia e se transformou em mais uma “baiana” do bloco.

“É a primeira vez que eu me visto de mulher, mas eu me animei com o clima do Carnaval e resolvi fazer isso”, confessou o pernambucano, pai de quatro filhos e avô de cinco netos. “Sempre gostei de Carnaval, até os 35 anos não perdia um, mas depois que casei parei com isso”, disse Valdenor, ao mesmo tempo em que posava para fotos e mais fotos com pessoas admiradas pela sua coragem e alegria.

Vendo de perto

Se houve gente que estava no centro para fazer compras e parou para ver o Carnaval, também houve quem se programou para acompanhar o Pirô. O casal Alexandre Cássio Gonçalves, 46 anos, e Cristiane, saiu do Buquirinha, na região norte, para levar o pequeno Alexandre, de três anos, vivenciar o seu primeiro Carnaval.

 “A gente viu a reportagem na televisão e ele ficou muito animado com os bonecões. Por isso resolvemos vir para cá”, contou a mãe. “Acho que fizemos bem vindo até aqui porque está tudo muito animado e, o que é importante, com bastante segurança e organização”, emendou o marido, que colocou o menino nos ombros para que ele tivesse uma visão privilegiada do espetáculo.

Centro parado

Por volta das 10h o bloco deixou a área do Mercadão Vivo e ganhou as ruas do centro. Fregueses, comerciantes e funcionários paravam o que estavam fazendo para apreciar por alguns minutos a passagem dos foliões, que cantavam sucessos antigos do Carnaval, com ênfase para o clássico Cidade Maravilhosa.

Foliões de última hora juntaram-se aos bonecões e à ala das baianas, formando uma multidão cheia de alegria. O roteiro incluiu as ruas Sebastião Hummel, Vilaça, Coronel José Monteiro, avenida Madre Teresa, rua Rubião Júnior e chegou à praça Afonso Pena, por volta de 12h, onde a folia terminou.

O apoio logístico para o evento funcionou com perfeição. Agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana e equipes da Guarda Civil Municipal garantiram a organização e a segurança. Uma van seguiu todo o trajeto distribuindo água à vontade para hidratar os participantes. E, fechando o desfile, o bloco da limpeza formado por agentes ambientais da Urbam (Urbanizadora Municipal) garantiu que tudo voltasse ao normal minutos após a passagem do bloco.

31 anos

O tradicional bloco carnavalesco Pirô Piraquara faz a alegria da população de São José há 31 anos. A novidade deste ano foi uma homenagem à compositora Chiquinha Gonzaga.

A estrutura do bloco neste Carnaval foi composta por 22 bonecões, ala de baianas, caminhão de som, um grupo de artistas do programa Arte na Rua e os foliões que sempre aderem à folia.

Festa Consciente

A Prefeitura de São José dos Campos criou neste ano o Carnaval Consciente, que une organização, conscientização e fiscalização para que a festa seja vivida com segurança e tranquilidade.

Foram confeccionados leques em cartolina para levar a mensagem da festa. Trazendo como mensagem a frase “No Bloco da Diversão é 100% Prevenção!”, os leques estão sendo distribuídos em clubes e bares, nas manifestações de rua e nas brincadeiras que serão promovidas nos distritos de Eugênio de Melo e São Francisco Xavier.

Veja as dicas do Carnaval Consciente:

. Se beber, não dirija

. É crime fornecer e vender bebidas para menores de 18 anos

. Sexo seguro, só com camisinha

. Evite os excessos

. Respeite as leis de trânsito

. Respeite os foliões. A diferença entre paquera e assédio é o não


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Governança