Fantasias, cores e muita alegria animam atividade em escola da região leste
Atualizado em 01/03/2019 - 17:03
Carnaval Emef Professora Elizabete de Paula  Honorato 01 03 2019
Fantasiados ou com uniforme, a alegria imperou por todo pátio da escola - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Gisele Lopes
Secretaria de Educação e Cidadania

Com o objetivo de resgatar historicamente o Carnaval e suas inúmeras manifestações, levando em consideração a função social que é de promover a cultura, a Emef Profª Elizabete de Paula Honorato, localizada no Jardim Mariana I, região leste de São José dos Campos, realizou nesta sexta-feira (1º) a Festa da Alegria.

“A atividade já faz parte do calendário de eventos da nossa instituição. Esse encontro é uma oportunidade de unir toda a escola, trabalharmos partilha, solidariedade e, principalmente, o significado pedagógico da festa de Carnaval”, disse a orientadora educacional, Sheila Carneiro.

Fantasiados ou com uniforme da escola, a alegria imperava por todo o pátio. No meio dos adereços e brilho, lá estava Walter de Lima, aluno do 6º ano, que exibia todo orgulhoso o jaleco de médico. “Essa é uma profissão que me inspira”, pontuou o pequeno doutor.

A celebração do Carnaval é uma das festas mais características da cultura brasileira. Os tradicionais bloquinhos, o samba, o desfile das escolas, músicas, cores e alegria dessa época do ano retratam uma parcela muito importante do nosso cenário cultural.

A oportunidade de conhecer um pouco mais da tradição, por meio de um baile na escola, agradou Ana Júlia Benze, aluna do 8º ano. “Esse é meu segundo ano nesta escola, achei a iniciativa incrível”.

Já Maria Eduarda da Cruz, também do 8º ano, classificou a interação entre professores, equipe gestora e os estudantes como a parte mais importante da atividade.

“Estou aqui desde o primeiro ano e espero ansiosa por esse momento. Todos se divertem juntos em clima de descontração. É muito legal”, concluiu.

No quesito animação e aprendizado, a Festa da Alegria da Emef Profª Elizabete de Paula Honorato levou, é claro, a nota 10.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania