Vacinação contra gripe neste sábado será realizada até 17h
Atualizado em 03/06/2019 - 09:00
Vacinação contra gripe foi intensificada em São José e prossegirá até o fim das doses
Criança é vacinada contra gripe em mutirão realizado pela Prefeitura neste sábado; imunizaçã prossegue até as 17h - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Cláudio Souza
Secretaria de Saúde

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza) tem mutirão neste sábado (1º) até as 17h exclusivamente na UES (Unidade de Especialidades de Saúde), que fica na avenida Madre Tereza, 449, na região central de São José dos Campos.

A unidade está aberta para a imunização dos grupos prioritários.

A partir de segunda-feira (3), seguindo a orientação do Ministério da Saúde, a vacinação será aberta para toda a população até que se esgotem as doses disponíveis. No momento, a Prefeitura conta com um estoque de 23 mil doses e o Ministério da Saúde já informou aos Estados que não haverá reposição.

Na última quinta (30), a Vigilância Epidemiológica divulgou um novo boletim da campanha. A cobertura vacinal em São José dos Campos está em 82,3%, ou seja, 170.391 imunizados de um público estimado em 207.029 pessoas. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, para todos os municípios, é de 90% dos chamados grupos de risco.

São José, apesar de estar próximo da meta de 90%, preconizada pelo Ministério da Saúde, não tem medido esforços para vacinar os usuários pertencentes ao grupo de risco.
Para se ter uma ideia do resto do país, os estados com maior adesão no Brasil são, atualmente, São Paulo (65,4%), Acre (64,9%) e Rio de Janeiro (57,6%).

Esforço extra
Portanto, neste sábado (1º) terão prioridade de vacinação os grupos considerados de risco – idosos, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, portadores de doenças crônicas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, professores, profissionais do sistema prisional, policiais e bombeiros.
A abertura da UES neste sábado é mais um esforço extra realizado pela Prefeitura para facilitar o acesso da população à vacina e ampliar, ainda mais, a cobertura sobre os usuários de risco.
Portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais devem apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina.

 

Coberturas vacinais até 30/5

Crianças – 33.330 (69,6%)

Trabalhador da saúde – 17.844 (84,6%)

Gestantes – 4.663 (65%)

Puérperas – 1.287 (109,2%)

Idosos – 68.716 (108,5%)

Professores – 6.126 (84,3%)

Doentes crônicos – 36.160 (61,2%)

Profissionais do sistema prisional (140), privados de liberdade (1.128) e policiais (997)

 

Total: 170.391 (82,3%)

 

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Saúde