Atividade Delegada garante segurança e sonhos em São José
Atualizado em 10/09/2019 - 10:15
Atividade Delegada - No centro e no Jardim Aquarius. Foto: Claudio Vieira/ PMSJC. 30-07-2019
Cabo Justina, o farmacêutico Ariel Emílio com o filho Enzo no colo e a soldado Paola: admiração da criança pelas policiais militares comprova sucesso da Atividade Delegada - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Cláudio Souza
Secretaria de Proteção ao Cidadão

Terça-feira, 30 de julho, 16h, praça Ulysses Guimarães, zona oeste de São José dos Campos.

O garoto Enzo, de 3 anos, aproveita a tarde ensolarada de inverno para brincar com o pai, o farmacêutico Ariel Donizeti Aragão Emílio, de 24 anos.

A cabo Justina e a soldado Paola já estão há mais de uma hora fazendo patrulhamento a pé no local.

Ao ver as policiais militares, os olhos do menino brilham. Sorriso, sinal de joinha, expectativa. Para se abraçarem e tirarem uma foto juntos não demorou muito.

Pronto, a alegria da criança que foi à praça se divertir agora está completa. E as PMs ganharam o dia e novo ânimo para a missão de garantir a segurança de todos que estão na área de lazer e no seu entorno.

E ficou mais uma vez provado: todos gostam da Atividade Delegada, inclusive os pequeninos.

"O Enzo fica doido sempre que vê policiais. Ele quer cumprimentar, brincar, tirar foto. É muito legal isto. Mesmo ainda sendo pequeno, ele percebe que a presença dos policiais nas praças e nas ruas é muito importante", afirmou Emílio.

"A Prefeitura está de parabéns por ter retomado a Atividade Delegada. Faz muita diferença, principalmente aqui na praça Ulysses Guimarães e em algumas ruas do Aquarius, onde sempre temos furtos e roubos de carros", completou o farmacêutico.

Apoio popular

O carinho e o reconhecimento de Enzo comoveram a cabo Justina Braga Ferreira Ávila, que quando não está exercendo funções na Atividade Delegada realiza trabalhos administrativos no CPI-1 (Comando de Policiamento do Interior), na região central de São José.

"Fico muito feliz de ver o carinho de toda a população com o nosso trabalho, ainda mais quando se trata de crianças, por ser um sentimento puro. Já perdi a conta de quantas crianças e adolescentes que me falaram que querem ser policial quando crescerem. Isto não tem preço", disse Justina.

"Como no dia a dia realizo trabalho administrativo, a Atividade Delegada me dá a oportunidade de ir para as ruas e ter este contato mais próximo com a comunidade. Fico feliz de poder, nos meus momentos de folga, ajudar a população."

Segurança ampliada

A Atividade Delegada, convênio entre a Prefeitura e a Polícia Militar retomado na atual Administração, em setembro de 2017, tem sido um sucesso nestes quase dois anos de atuação.

A volta dos trabalhos integra as ações do programa São José Unida, liderado pelo governo municipal e que reúne todas as forças de segurança com o objetivo de prevenir e diminuir a criminalidade no município.

É um ganha-ganha, com vantagens para todos. Os policiais militares têm um complemento de renda em seus momentos de folga. Já a população tem sua segurança ampliada todos os dias.

"Fiquei muito feliz com a volta da Atividade Delegada. Quando tem patrulhamento a pé aqui no calçadão faz muita diferença e ajuda a inibir a criminalidade", disse o comerciante Jorge Higuti, 58 anos, que tem uma loja de roupas no principal centro de comércio popular de São José. 

A opinião foi compartilhada pela dona de casa Lílian Almeida, 49 anos, que mora em Santana, na zona norte, e estava no calçadão da rua 7 de Setembro com a filha e a neta.

"Com certeza a Atividade Delegada é muito importante. Ao ver os policiais no calçadão, andamos com mais tranquilidade por saber que eles estão aqui para garantir nossa segurança."

Recompensa

Um dos responsáveis pelos trabalhos da Atividade Delegada no calçadão nesta terça (30), o cabo Ronaldo José Lopes de Souza, 41 anos e 22 na Polícia Militar, ficou feliz com o reconhecimento da população.

Ele perdeu a conta de quantos joinhas e acenos recebeu durante o patrulhamento pelo local com seu companheiro de corporação.

"Eu me sinto recompensado por contribuir para garantir mais segurança para a população. Recebemos por este trabalho, mas a adesão é voluntária. E fico feliz em dedicar meus horários de folga em prol da comunidade", afirmou Souza, que além de São José atuou na Atividade Delegada em Taubaté e São Paulo.

Diferencial

O capitão Ricardo Prolungati, chefe da Seção de Comunicação Social do 1º BPMI (Batalhão de Policiamento Militar do Interior) de São José, destacou a importância da Atividade Delegada.

"É um trabalho muito importante e foi fundamental a decisão da Prefeitura de retomar o convênio com a Polícia Militar. Tem feito diferença no dia a dia da população", disse o capitão Prolungati.

"Em todos os locais onde a Atividade Delegada é implementada, os índices de criminalidade são reduzidos. Quem ganha é a população, que tem um complemento nas ações policiais, tanto preventivas quanto ostensivas, o que reflete no aumento da segurança."

Como funciona

A Atividade Delegada retornou a São José em setembro de 2017, graças a convênio firmado entre a Prefeitura e a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, através da lei 9507/17. Além do centro comercial, 40 bairros de todas as regiões já foram atendidos neste período.

A Prefeitura já investiu R$ 4,1 milhões no programa, sendo R$ 1,5 milhão apenas no primeiro semestre deste ano.

A legislação atribui aos policiais militares a competência delegada pelo município para fiscalização no comércio irregular e em ações contra a perturbação do sossego público e o comércio ambulante, dentre outros alvos, reforçando a segurança da população.

Atualmente, uma média de 40 PMs trabalham diariamente, em horário de folga, fardados e equipados, em operações programadas para áreas previamente definidas em plano de trabalho elaborado pela Polícia Militar em conjunto com a Prefeitura. Os patrulhamentos são realizados a pé, com viaturas e com motos.

Laços estreitados

Antes de irem para as ruas, eles participam de uma preleção, onde são orientados, tiram dúvidas e são divididos em equipes para o trabalho. Entre as orientações, uma que sempre é reiterada é estreitar o contato com os munícipes e os comerciantes.

Esta proximidade com a população é uma das razões para o sucesso da Atividade Delegada, que já provou que veio para ficar e tem feito diferença para redução da criminalidade e aumento da qualidade de vida.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Proteção ao Cidadão