São José defende o Brasil com 16 atletas no Pan e Parapan
Atualizado em 29/07/2019 - 08:28
São José no Pan e Parapan
Equipes feminina e masculina de rugby do Brasil têm sete atletas do São José Rugby no Pan de Lima - Foto: Divulgação

Wagner Matheus
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida

A partir desta sexta-feira (26), 16 atletas começam a representar o esporte de São José dos Campos nas duas maiores competições da América Latina, os Jogos Pan-Americanos e os Jogos Parapan-Americanos. As duas competições serão realizadas em Lima, capital do Peru.

A cerimônia de abertura dos Pan-Americanos será realizada nesta sexta, às 20h30 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo Sportv e Record News. A competição só termina no dia 11 de agosto. Já os Parapan-Americanos serão disputados logo em seguida, entre 23 de agosto e 1º de setembro.

No Pan, São José vai reforçar as equipes brasileiras de rugby (sete atletas) e wrestling (três). No Parapan, atletas joseenses estarão nas modalidades de atletismo (quatro), vôlei sentado e parataekwondo (um em cada). Também participarão das competições um coordenador e um treinador com atuação no esporte da cidade.

Rugby

A modalidade com maior representação da cidade no Pan-Americano é o rugby. Serão cinco atletas no masculino e duas no feminino, fazendo de São José as equipes com mais convocados que todas as demais do país.

No masculino, o São José Rugby é praticamente a seleção brasileira em campo. Em um torneio disputado na categoria seven (sete jogadores), os cinco atletas joseenses são considerados titulares, restando duas vagas para atletas de outras equipes.

Os joseenses nos Tupis são Lucas Duque, Moisés Duque, Daniel Sancery, Felipe Sancery e Stefano Giantorno. No feminino, Mariana Nicolau e Milena Silva também são consideradas titulares das Yaras, a equipe do Brasil.

Tanto masculino quanto feminino vêm de ótimos resultados no ano. São times bastante competitivos, que venceram ou chegaram perto em todas as competições internacionais que disputaram neste ano. A julgar pelo retrospecto, as chances de medalhas são grandes.

A competição de rugby do Pan começa para o Brasil antes mesmo da abertura oficial. Nesta sexta-feira, às 12h40, Brasil x Peru se enfrentam pelo feminino. Às 13h30, jogam Brasil x Peru pelo masculino. A modalidade define os campeões já no domingo (28).

Wrestling

Modalidade ainda nova no esporte brasileiro, o wrestling do Brasil tem boa contribuição do São José Wrestling. Três atletas da equipe – Camila Fama, Kamila Barbosa e Laís Nunes – já estão em Lima para representar o Brasil na competição. O treinador da equipe joseense, Nisdany Perez, está acompanhando as atletas.

Das três, a maior favorita em Lima é Laís Nunes, que ocupa atualmente o segundo lugar no ranking mundial em sua categoria, até 62 quilos. Comprovando o alto nível de Laís, ela será uma das cabeças de chave do campeonato mundial, em setembro, no Cazaquistão.

Kamila Barbosa mantém a 18ª posição no ranking mundial na categoria até 50 kg. Na categoria até 53 kg, a representante do Brasil e do São José Wrestling é Camila Fama. Será sua primeira participação em Jogos Pan-Americanos, mas ela está empolgada pela boa temporada que vem fazendo neste ano, com títulos tanto no tapete quanto na areia.

Parapan

Seis atletas que representam São José dos Campos estão em fase final de treinamentos para os Jogos Parapan-Americanos, que começam no dia 23 de agosto em Lima, doze dias após o término dos Pan-Americanos. Cinco deles são vinculados ao Instituto Athlon, entidade que responde pela gestão das equipes paralímpicas da cidade.

No atletismo, os joseenses são fortes. O maior destaque é Edson Cavalcante Pinheiro, 40 anos, que irá disputar os 100m e 400m rasos na classe T38. Atual líder do ranking mundial nos 100 metros rasos, Edson foi medalhista de bronze na prova dos 100 metros nas Paralimpíadas Rio 2016.

Mais um peso pesado do atletismo brasileiro é Daniel Mendes, 40 anos, que tem Wendel de Souza Silva como guia. Seus melhores resultados são medalhas de ouro no revezamento 4x100m rasos e bronze nos 200m rasos das Paralimpíadas do Rio em 2016. Antes, nas Paralimpíadas de Londres, em 2012, já havia voltado com a medalha de prata dos 200m rasos. Em Lima, Daniel vai correr os 400m rasos na classe T11.

Lucas Prado, 34 anos, também da classe T11, esbanja ótimos resultados na carreira. Ganhou duas pratas em Londres (2012), nos 100m e 400m rasos; dois ouros no Campeonato Mundial na França (2013), nos 100m e 200m rasos, além de ouro (revezamento 4x100m rasos) e prata (100m rasos) nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto (Canadá), em 2015. No Peru, ele vai disputar os 100m e 400m rasos.

Lorena Spoladore, 23 anos, é o destaque joseense do feminino, junto com seu guia Renato Ben Hur Costa Oliveira. Ela é detentora de medalha de prata no revezamento 4x100m e de bronze no salto em distância da Rio 2106 na classe T11. Em Lima, deve disputar as provas de 100m, 200m e 400m rasos.

Outro atleta que vai representar São José no Parapan é Leandro Henrique da Silva, 35 anos, 2m03 de altura, atacante da equipe de vôlei sentado. Ele possui título de campeão no torneio pré-Mundial em 2017 e de 3º lugar no Mundial em 2018.

Na modalidade de parataekwondo, o atleta Alexandre Daniel, 44 anos, vencedor do Campeonato Brasileiro de 2018, irá disputar seu primeiro Parapan. Alexandre é atleta avulso com apoio da Prefeitura de São José dos Campos por meio da LIF (Lei de Incentivo Fiscal). Praticante da modalidade há 26 anos, somente em 2018 ele passou a competir no paradesporto, como portador de paralisia cerebral congênita. O atleta entrou neste Parapan graças a uma vaga extra, mas tem confiança em voltar com medalha do Peru.

Um dos diretores do Instituto Athlon, Kelvin Bakos, 36 anos, vai estar no Parapan como coordenador das modalidades de goalball feminino e masculino, futebol de 5 e judô. Para ele, a “delegação” de São José no Parapan tem chances reais de voltar da competição com quatro medalhas.

8.570 atletas

Os Jogos Pan-Americanos de Lima terão a participação de 41 países, que levarão 6.680 atletas para a disputa de 61 modalidades, sendo que 22 delas garantirão classificação para as Olimpíadas de Tóquio em 2020. A delegação do Brasil tem 486 atletas.

Os Jogos Parapan-Americanos terão 33 países participantes, com 1.890 atletas disputando 18 eventos em 17 modalidades.

A Prefeitura de São José dos Campos apoia o esporte de alto rendimento por meio da LIF (Lei de Incentivo Fiscal) e do Fadenp (Fundo de Apoio ao Desporto Não Profissional).


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida