Prefeitura quer oferecer melhor serviço no Parque da Cidade com novo modelo de gestão
Atualizado em 09/01/2019 - 18:23
Parques
O Parque da Cidade ocupa uma área de 960.160,17m², com obras arquitetônicas de Rino Levi e tratamento paisagístico de Roberto Burle Marx - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Rosi Masiero
Secretaria de Governança

A Prefeitura de São José dos Campos, em parceria com o Instituto Semeia, realizou nesta quarta-feira (9) uma reunião com o objetivo de atrair entidades interessadas em gerir o Parque Roberto Burle Marx, mais conhecido como Parque da Cidade, localizado na região norte da cidade.

Com essa iniciativa, a Administração pretende melhorar a gestão do Parque da Cidade, oferecendo serviço de qualidade à população, reduzindo os gastos públicos municipais.

O Instituto Semeia é uma organização sem fins lucrativos que fomenta parcerias para que as pessoas tenham acesso a parques melhores. O Instituto possui experiência expressiva na condução de estudos sobre parcerias privadas em parques, incluindo o edital do Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Essa parceria não tem custo à Prefeitura.

Com isso, a Prefeitura pretende adotar o exemplo semelhante ao novo modelo de gestão que será aplicado no Parque Ibirapuera. Com 14 milhões de visitas estimadas por ano em seus 158 hectares, o Parque Ibirapuera é o parque mais frequentado da América do Sul.

Em São José dos Campos, atualmente, o Parque Vicentina Aranha, na região central, tem gestão de uma Organização Social (OS) que oferece, aos frequentadores, atrações musicais, cinema, teatro arte e história, gratuitamente.

Parque da Cidade

O parque, que ocupa uma área de 960.160,17m², possui obras arquitetônicas assinadas por Rino Levi (residência de Olivo Gomes, usina de leite e galpão Gaivota) e o tratamento paisagístico de Roberto Burle Marx (incluindo os painéis existentes na residência), formando um dos mais importantes trabalhos da arquitetura moderna brasileira, de reconhecimento internacional.

O parque é tombado como patrimônio histórico pelo Comphac (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Artístico, Paisagístico e Cultural) e transformado em Parque Municipal em 1996. O local possui uma ampla área verde com espécies arbóreas declaradas imunes de corte (palmeiras imperiais, macaúbas e seafortias).

Localizado entre a avenida Olivo Gomes, às margens do Rio Paraíba e a Estrada de Ferro Central do Brasil, possuindo uma extensa área verde, lago, ilha artificial destinados ao lazer contemplativo fazendo com que as pessoas se sintam próximas à natureza através das trilhas que cortam o parque, propiciando caminhadas agradáveis, onde pode-se observar alguns animais típicos da região tais como capivaras, garças, macacos e tucanos.

O espaço tem ainda uma pista para caminhada e locais destinados a eventos, como shows de música, teatro e dança, ao lado do Museu do Folclore de São José dos Campos, administrado pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo.

 

 

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Governança