Prefeitura realiza atribuição de professores efetivos
Atualizado em 04/01/2019 - 16:57
Na atribuição realizada na Secretaria de Educação e Cidadania, os profissionais que atuarão no decorrer do ano letivo de 2019 se submeteram à escolha de vagas e foram encaminhados para exame médico
Na atribuição os profissionais que atuarão no decorrer do ano letivo de 2019 se submeteram à escolha de vagas e foram encaminhados para exame médico para ingresso no quadro de servidores municipais - Foto: PMSJC

Gisele Lopes
Secretaria de Educação e Cidadania

Nesta sexta-feira (04), a Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Secretaria de Educação e Cidadania, realizou o processo de atribuição de aulas para 41 Professores Efetivos, função Professor I.

Na atribuição realizada na Secretaria de Educação e Cidadania, localizada na Vila Industrial, os profissionais que atuarão no decorrer do ano letivo de 2019 se submeteram à escolha de vagas e foram encaminhados para exame médico para ingresso no quadro de servidores municipais.

Os educadores contratados participaram do concurso realizado em dezembro de 2017, o professor I atuará na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental, tanto no curso regular quanto na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Expectativa

A primeira semana de 2019 começou com grandes expectativas para um grupo de 41 novos educadores da rede de ensino municipal. Entre os convocados o casal Sara e Bruno Menegrone falaram as perspectivas de ingressar no quadro de servidores.

“Eu trabalhei quase dez anos em uma indústria automobilística, em 2013 me formei em pedagogia com licenciatura em matemática, desde então, estava esperando essa oportunidade. Atuar como professor efetivo é um trabalho muito gratificante que se encaixa perfeitamente com o meu perfil”, explicou Bruno Menegrone.

Já para Sara a nova fase representa a realização de um sonho do casal, “essa efetivação é a certeza do cumprimento do nosso chamado e agora vamos juntos, fazer o melhor pela rede de ensino municipal de São José dos Campos”, concluiu.

Formado em engenharia eletrônica, extensão em matemática, história e pedagogia, Ricardo Chiariello que atuou 23 anos no mercado privado, destacou os planos para a nova fase,“a expectativa é a melhor possível, quero contribuir com minhas experiências e conhecimentos para os alunos da rede municipal”.

Primeira experiência em um concurso público, Ana Carla Emídio classificou a efetivação como uma oportunidade de colocar em prática as atividades do universo acadêmico. “Quero agregar meus conhecimentos com as experiências das crianças e fazer disso, um grande feito para o nosso município”.

Rita de Fátima Brito, estava passeando com a família em Minas Gerais quando recebeu a convocação, a educadora que já atua na rede há 14 anos como professora por prazo determinado, estava radiante com a efetivação.

“Quando recebi a notícia estava viajando, começar o ano como professora efetiva é um bom motivo para interromper uma viagem, o chamado para a efetivação é uma vitória”, concluiu.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania