Aluno do atendimento educacional especializado se destaca na confecção de miniaturas
Atualizado em 21/02/2019 - 13:35
Renan Rey Rangel, 10 anos (autista) aluno do 6º ano da Emef Waldemar Ramos que desenvolveu habilidades com biscuit. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 15-02-2019
As obras de arte confeccionadas pelo aluno de 10 anos contam com uma precisão de detalhes que impressiona - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Gisele Lopes
Secretaria de Educação e Cidadania

Com a alegria de uma criança e o talento de um grande artista, o aluno Renan Ragel, do 6º ano da Emef Prof° Waldemar Ramos, localizada no Vista Verde, região leste de São José dos Campos, encanta colegas e equipe gestora da unidade escolar com esculturas confeccionadas a base de massinha de modelar. Ele é um exemplo de como o atendimento educacional especializado, na rede municipal de ensino, pode contribuir para o desenvolvimento de alunos especiais.

Das pequenas mãos do aluno autista, de 10 anos, surgem dragões, pássaros, peixes, dinossauros. As obras de arte contam com uma precisão de detalhes que impressionam. Acompanhado da estagiária Aline Paiva, Renan explicou o nome das criaturas, coloridas e cheias de detalhes. “Esse é o dragão Fúria da Noite, tem o Mutant, o unicórnio e o Godzilla”.

Monique Ragel, a mãe de Renan, contou que as atividades começaram a ser desenvolvidas quando seu filho estava com 4 anos de idade. “O Renan está nesta escola desde o 1º ano, o atendimento é muito bom, aqui ele encontra incentivo e apoio”, afirmou.

A orientadora educacional Jennifer Galvão Cezar diz que o convívio com Renan serve como motivação para alunos e funcionários da escola. "Conviver com ele é uma riqueza de aprendizado, a habilidade dele nos inspira", contou.

Atendimento educacional especializado (AEE)

A Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Secretaria de Educação e Cidadania, oferece o atendimento educacional especializado (AEE) a alunos com deficiência ou Transtorno Global de Desenvolvimento. O serviço identifica, elabora e organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade que facilitam a participação dos alunos na rotina escolar.

Os professores do AEE são especialistas em Educação Especial e utilizam o espaço das Salas de Recursos em 60 escolas (da Educação Infantil e do Ensino Fundamental). As Salas de Recursos oferecem ambientes com materiais e equipamentos específicos que podem atender às necessidades dos alunos.

Todo trabalho é feito em equipe e envolve os educadores, os profissionais da Saúde que atendem os alunos e também a família.

Para a equipe técnica da Secretaria de Educação e Cidadania, responsáveis pela Educação Especial, a política de ensino municipal é na perspectiva de educação inclusiva. As escolas municipais procuram, em suas estruturas pedagógica e física, reorganizar e adaptar o currículo  com o intuito de eliminar barreiras de acesso aos conteúdos e ambientes. Os alunos são respeitados em suas necessidades, aproveitando ao máximo suas habilidades para desenvolver a aprendizagem.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania