‘Mulheres da Mantiqueira’ une psicoterapia e arte, em São Francisco Xavier
Atualizado em 19/02/2019 - 14:47
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Biblioteca Solidária funciona na rua de entrada do distrito e evento tem apoio da Fundação Cultural - Foto: Divulgação/FCCR - Foto: Divulgação

Avelino Israel
Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Fortalecer laços entre as mulheres da comunidade, por meio da psicoterapia e da arte. Este é o objetivo do projeto Mulheres da Mantiqueira, da psicóloga Sônia Luz, que acontecerá na Biblioteca Solidária, no distrito de São Francisco Xavier, todas as terças-feiras, a partir do dia 19 de março, durante cinco meses, das 14h às 17h. Os encontros são gratuitos e têm apoio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo.

Para participar não é necessário fazer inscrição, mas é preciso participar de todos os encontros. Na próxima sexta-feira (22), às 18h, na Biblioteca Solidária, acontecerá uma palestra para explicar como funciona o projeto. As atividades fazem parte de outro projeto da profissional, o Co-Criar, que atende diversos grupos de pessoas e os orienta sobre questões sociais variadas.

O projeto Mulheres na Mantiqueira, por sua vez, oferece encontros terapêuticos, em grupo, para mulheres a partir de 18 anos, possibilitando a superação de problemas do dia-a-dia, por meio do apoio de pessoas que vivem ou viveram sua mesma realidade, a partir do tema ‘Eu cuido de mim, estou em evolução’.

“Esse trabalho possibilita que as pessoas tenham uma qualidade de vida melhor a partir de um crescimento pessoal que acontece na convivência com outras pessoas, o que as fazem perceber que os problemas não são apenas seus”, destaca Sônia Luz. “Os assuntos são temas do cotidiano, mas que cada pessoa vivencia de uma forma diferente, o que é extremamente relevante para quem fala sobre”.

Atividades culturais

O projeto também oferece às participantes atividades de pintura, colagem e costura de painéis de tecidos decorados livremente, representando a individualidade de cada uma, a partir de temas combinados nos encontros. Os materiais devem ser providos por cada participante. Ao final do projeto, os trabalhos de cada pessoa são juntados em uma espécie de colcha de retalhos, que poderá ser levada para casa.

“Embora os temas abordados sejam os mesmos para todas, cada colcha de retalhos se tornará única, pois será feita de maneira pessoal, a partir de inspirações individuais. Cada trabalho contará uma história e servirá como voz de evasão emocional”, explica Sônia Luz.

Perfil

Sônia Luz é psicóloga clínica e já liderou grandes grupos de empresas multinacionais. Estudou psicologia na UFRJ e, atualmente, trabalha com orientação fenomenológica existencial de adolescentes e adultos, com encontros individuais e em grupos.

 

Biblioteca Solidária

Rua Quinze de Novembro, 50 – Distrito de São Francisco Xavier

(12) 3926-1651


MAIS NOTÍCIAS
Fundação Cultural Cassiano Ricardo