Fundhas lança projeto que homenageia funcionários “prata da casa”
Atualizado em 19/02/2019 - 15:37
Sede - casa de prata
O projeto "Prata da Casa" conta com 26 ex-alunos que atualmente são funcionários da Fundhas - Foto: Divulgação

Paula Pessoa
Fundhas

Reconhecer o que se tem de melhor e dar o exemplo. Este é o principal objetivo do novo projeto da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), o “Prata da Casa”. Vinte e seis funcionários que foram alunos da instituição receberam homenagem na manhã desta terça-feira (19) durante evento de lançamento, na sede (Parque Industrial).

Os profissionais receberam um botton com o símbolo do Prata da Casa e foram convidados a visitar as unidades da Fundhas durante o ano trocando experiências e aprendizados sobre suas trajetórias de vida com alunos. A ideia inovadora foi recebida com emoção e gratidão pelos funcionários, que poderão agendar até dois dias por ano para visitarem unidades seguindo uma programação definida pela equipe do projeto.

Aprovação dos profissionais

“A Fundhas representa muito na minha vida, é um bem de São José dos Campos, pois dá opções de futuro para crianças e jovens. Vejo esse projeto como a chance de retribuir um pouco tudo que recebi, a ideia de contato próximo com os alunos é ótima, quero participar”, foi o depoimento animado de Márcio do Carmo Sales, 44 anos.

Márcio conheceu a instituição em 1985 e, desde então, passou por diversos setores e áreas até a unidade Leste, onde trabalha atualmente. Assim como Márcio, o jovem Frankilânio Francisco de Andrade, 27 anos, também passou a adolescência na Fundação, cercado pelos primos e irmãos.

Hoje, trabalhando na equipe de manutenção, Frank deseja motivar os alunos para que aproveitem ao máximo cada momento. “A Fundhas é importante, gosto de trabalhar aqui. Quero participar desta iniciativa para incentivar as crianças a aproveitarem a oportunidade, pois o tempo passa rápido”, frisou.

Alessandra Marques Azevedo da Silva, 41 anos, é assistente social há nove anos na instituição e é dona de outra história exemplar. Emocionada com a surpresa desta manhã, ela não vê a hora de começar o projeto. “A Fundhas faz parte do meu caminho desde a adolescência, representa novas perspectivas ofertadas a mim. Comecei como auxiliar de orientação comunitária, fui bem acolhida, olhava e pensava: um dia quero ser intelectual como eles. Este apoio foi fundamental”, recordou.

“Sempre tive vontade de ir até as crianças e adolescentes para conversar sobre experiência e trajetória de vida. Os exemplos contagiam e agora é a oportunidade para isso, estou empolgada para começar”, destacou.

A Fundhas

Atualmente, a instituição mantida pela Prefeitura de São José dos Campos, atende mais de 3 mil crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, que participam de atividades gratuitas em 14 unidades.

Nos 31 anos de existência, a Fundhas contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens que, por meio dos projetos, tiveram a possibilidade de realizar sonhos e buscar crescimento profissional.

Com atuação no contraturno escolar, a Fundhas oferece atividades diferenciadas para crianças e adolescentes há 31 anos. Entre as atividades, estão música, dança, teatro, artes e um cuidado especial no reforço escolar. Todos os atendidos recebem de forma gratuita, alimentação, uniforme e transporte.

A Fundhas mantém ainda o Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza), instituição educacional que tem como finalidade oferecer educação profissional através de cursos de formação inicial e continuada, programa de aprendizagem profissional e de cursos técnicos de nível médio.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas