Capacitação de educadores e profissionais marca início das atividades da Fundhas
Atualizado em 04/02/2019 - 18:08
Capacitação educadores, professores e profissionais da Fundhas_2019
Desde o início de janeiro, as equipes da Fundhas e do Cephas têm passado por formações primando pela excelência no atendimento às crianças e adolescentes - Foto: Divulgação

Paula Pessoa
Fundhas

Cerca de 200 profissionais da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) iniciaram a semana reunidos no auditório II do Parque Tecnológico (região leste) durante a capacitação que abriu, oficialmente, o início das atividades da instituição nesta segunda-feira (4). 

Educadores sociais, professores, técnicos agrícolas, equipe técnica e gestores da Divisão da Criança e Adolescente, Divisão de Empregabilidade do Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza) participaram do encontro, que também contou com a participação de convidados da Fundação Iochpe dissertando sobre “Arte e Criatividade na Educação Contemporânea”.

Os participantes foram acolhidos por uma bela apresentação de música erudita do Quarteto Luzes da Ribalta. Em seguida, a equipe técnica da Fundhas apresentou as novidades e o planejamento do ano aos profissionais reunidos. O período da tarde foi dedicado às reflexões e dinâmica com a participação dos convidados.

“Capacitação é sempre bem-vinda para nós, pois aprender mais e nos manter atualizados para lidar com os alunos é importante. Além disso, gosto da integração, pois revemos colegas de trabalho nesta volta às atividades”, observou Leci Siqueira Ribeiro, educadora na Fundhas há 12 anos.

“É sempre bom ouvir novas ideias e pessoas de áreas diferentes, isto agrega na rotina com as crianças e os adolescentes”, disse Adalberto Ramalho, professor de Educação Física há 12 anos.

Integração e formação

Desde o início de janeiro, as equipes da Fundhas e do Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza) têm passado por formações primando pela excelência no atendimento às crianças e adolescentes do município.

Segundo Pedro Cunha, coordenador de conteúdos da Fundação Iochpe, a parceria com a Fundhas possibilita experiências diferentes que atingem novos públicos. “O mundo está mudando e é preciso que as instituições se reinventem para dar conta do novo, viemos somar”, frisou.

“Esses encontros dão frescor ao pensamento dos educadores. O desafio da educação contemporânea é não deixar as coisas caírem no automático e ampliar o repertório, a arte nos permite novos olhares”, comentou Gisa Piscoque, coordenadora pedagógica do Instituto Arte na Escola.

Parceiros

A Fundação Iochpe é uma organização sem fins lucrativos que desenvolve programas voltados ao desenvolvimento de crianças e adolescentes por meio da educação artística e do ensino profissionalizante. O Instituto Arte na Escola incentiva, qualifica e reconhece o ensino de arte por meio da formação continuada de professores da Educação Básica.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas