Concorrência para solução de monitoramento atrai 11 empresas
Atualizado em 16/08/2019 - 16:25
CCO - Centro de Controle Operacional de Trânsito e Transporte. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 31-08-2108
Imagens de todas as câmeras de monitoramento ficarão interligadas ao CSI (Centro de Segurança Integrada) por meio de links para tráfego de imagens - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

João Paulo Sardinha
Secretaria de Gestão Administrativa e Finanças

A Prefeitura de São José dos Campos realizou, nesta sexta-feira (16), a concorrência pública para o projeto de solução de Cidade Inteligente (SCaaS – Smart City as a Service), com 1.000 câmeras de monitoramento por toda a cidade, interligação semafórica, antenas de wi-fi com internet gratuita à população e a criação de um CSI (Centro de Segurança Integrada). Onze concorrentes participaram do certame, ocorrido no auditório do Paço Municipal. Foram oito consórcios -- que reúnem mais de 20 empresas -- além de três empresas individuais.

A documentação apresentada pelas participantes passará por análise técnica da Prefeitura. A previsão é de que os novos serviços sejam implantados no prazo máximo de 9 meses após a contratação.

A licitação havia recebido aval do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo em 24 de junho, acompanhando decisão anterior do TCE (Tribunal de Contas do Estado).

A concorrência atraiu os seguintes consórcios: Esteio-Nova Fibra-Iessa; Horizons Telecomunicações Tecnologia S.A e Redisul Informática; Smart City São José dos Campos; Egis-Stemme; Monitora SJC; AS7 – Online – Setran; Smart City TbraSeal e Nipcable e L8 Netwoks.

As três empresas foram Freenetwoks Soluções LTDA – EPP; Claro S.A e América Net LTDA.

Projeto

O novo projeto representa um avanço no apoio à segurança pública, dentro do Programa São José Unida - Segurança e Inteligência, e propiciará mais conectividade para melhorar a vida das pessoas.

As novas câmeras irão produzir imagens em full HD, sendo algumas delas com visão geral panorâmica.

Atualmente, a cidade possui 493 câmeras de vigilância, que serão substituídas pelas novas câmeras e permitirão que o sistema de monitoramento chegue aos extremos da cidade e a bairros distantes da região central.

As imagens contemplarão o serviço de inteligência que possibilitará ainda o reconhecimento facial e leitura de placas de veículos. As imagens serão salvas com data, hora e local, possibilitando registrar ocorrências em tempo real.

A ferramenta também permite detectar estacionamento ilegal e observar a concentração de pessoas dentro de um grande evento para melhor planejar a segurança de todos.

Cidade inteligente

A licitação está alinhada ao conceito de “Cidades Inteligentes”, termo usado para definir uma cidade criativa e sustentável que usa as novas tecnologias para melhorar e facilitar a vida das pessoas.

A solução inteligente que entrará em operação inclui serviços de conectividade entre prédios públicos, cobertura wi-fi em toda a rede educacional, de saúde, acesso público à internet em parques e praças municipais, controle semafórico, armazenamento e gerenciamento de imagens das câmeras de segurança.

Wi-fi

A empresa contratada vai disponibilizar acesso à internet, por meio de wi-fi em 165 unidades que integram a rede educacional. Serão 839 salas de aula com acesso à rede.

O serviço contempla ainda a cobertura de wi-fi para uso da população em 295 prédios da Prefeitura, incluindo unidades de saúde, escolas, Casas do Idoso, centros poliesportivos, parques e praças.

O usuário poderá se conectar gratuitamente a qualquer uma das redes wi-fi públicas utilizando o mesmo login e senha com que se cadastrou no sistema disponibilizado pela empresa, ou utilizando autenticação integrada às principais redes sociais, como Facebook e Google.

Centro de Segurança Integrada

As imagens de todas as câmeras de monitoramento ficarão interligadas ao CSI (Centro de Segurança Integrada) por meio de links para tráfego de imagens.

Através do controle semafórico, poderão ser controladas as “ondas verdes”, além de regular os semáforos de modo on-line.

O CSI vai operar 24 horas por dia, sete dias por semana.

Um sistema de videowall, montado no Parque Tecnológico, permitirá a visualização de todas as câmeras de monitoramento, de todos os recursos analíticos, do gerenciamento de gráficos e mapas e das imagens das câmeras dos radares.

Valores

O contrato com a empresa vencedora terá duração de quatro anos. O valor máximo, de R$ 1,9 milhão por mês, representa economia aos cofres públicos. Essa licitação é muito importante porque oferece muito mais serviços e câmeras pelo mesmo preço da anterior.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Gestão Administrativa e Finanças