Projeto de educomunicação realiza encontro com professores
Atualizado em 03/04/2019 - 18:51
Encontro capacitação Programa Revitalização de Nascentes
Professores participam de capacitação para desenvolver projeto de educomunicação nas escolas e incentivar a preservação das nascentes - Foto: PMSJC

Priscila Veiga Vinhas
Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade

A primeira reunião do projeto “Educomunicação Socioambiental para o Programa Revitalização de Nascentes” aconteceu na última terça-feira (2). O encontro, realizado no auditório da Casa do Café, no Parque da Cidade, contou com participação de diretoras, orientadoras de ensino e professoras de escolas da rede.

A reunião marca um novo ciclo de ações do projeto de educomunicação socioambiental, proposta pedagógica integrada ao Programa Revitalização de Nascentes, que envolve diversas atividades teóricas e práticas e a realização de uma mostra de vídeos produzidos por alunos.

O projeto contempla formações para a produção audiovisual envolvendo alunos e professores e resultará com a realização da 6ª Mostra de Vídeos Ambientais do Programa Revitalização de Nascentes.

A Mostra fará parte do calendário de atividades que compõe a Semana do Meio Ambiente em novembro.

Durante o encontro, foi apresentado o histórico do “Programa Revitalização de Nascentes”, que existe desde 2006, e o legado das ações de educação ambiental ao longo desse período, além do cronograma de atividades do projeto previsto para o ano.

A orientadora educacional da Secretaria de Educação e Cidadania, Kêmeli Mamud, destacou o pioneirismo e resultados positivos do Programa.

“Estamos muito felizes com a adesão dos professores neste ciclo, o que demonstra como o projeto estará fortalecido para acontecer dentro das escolas. É um projeto que os professores gostam muito e a gente vê o resultado nas crianças”, disse.

Para a professora de Ciências Alessandra Marins, da Emef Dosulina C. Chaves de Andrade, na região norte, a expectativa com o projeto é grande.

“Já fiz uma sensibilização com as crianças sobre o Dia da Água e elas ficaram bastante curiosas. Tento sempre trazer para o aluno a percepção do ambiente urbano na natureza e o impacto das cidades. Ao explicar como todas as cidades nasceram ao lado dos rios, abordamos a importância do rio e da água para nossa vida, e a reflexão sobre como estamos poluindo essa água e o que podemos fazer recuperá-la”, explicou.

Para a educadora ambiental da Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade, Elisa Farinha, este ano o projeto tem um objetivo especial de fortalecer o engajamento da comunidade.

“A gente está percorrendo esse caminho há algum tempo, porém é sempre um desafio envolver a comunidade do entorno das nascentes para a preservação. Nossa intenção é que o trabalho da escola possa permear e atingir a comunidade. A gente vai continuar utilizando a estratégia da produção audiovisual, para que a gente consiga por meio da escola promover uma participação social mais efetiva”, destacou.

Revitalização de nascentes

Desde 2006, o programa está revitalizando, 33 nascentes degradadas em áreas urbanas do município. Somente no começo deste ano, de janeiro a março, a Prefeitura de São José dos Campos revitalizou seis nascentes nos bairros Vista Linda, Campos de São José, Altos de Santana, Jardim Satélite, Jardim Mariana e Pousada do Vale. Com essas revitalizações foram realizados o plantio de 3.150 mudas de árvores nativas da nossa região, recompondo assim a vegetação e a mata ciliar nas APPs (Áreas de Preservação Permanente).

O programa, coordenado pela Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade, revitaliza e preserva nascentes que contribuem para a formação do rio Paraíba do Sul, responsável pelo abastecimento de aproximadamente 18 milhões de habitantes das cidades situadas ao longo do Vale do Paraíba, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, incluindo o abastecimento da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. 

Parcerias

Em boa parte das nascentes do Programa pode ser observada a mudança da paisagem com a vegetação reestabelecida, contudo o processo de revitalização é delicado, lento e enfrenta muitos desafios. As nascentes inseridas no ambiente urbano estão vulneráveis a atos de degradação, como o depósito irregular de lixo e entulho, a depredação das espécies e queimadas, entre outras interferências.

A escola sempre foi o principal canal de sensibilização do Programa Revitalização de Nascentes, com o envolvimento de estudantes e professores das escolas do entorno em todas as etapas de preservação, integrados a um programa pedagógico de educação ambiental. 

Empresas e organizações podem realizar a adoção de uma nascente do programa, se responsabilizando pelo plantio e conservação das áreas. Interessados podem entrar em contato com a Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade pelo telefone 3947.8166.

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade