Fundhas celebra 32 anos neste mês com programação especial
Atualizado em 03/04/2019 - 19:04
Fundhas celebra 32 anos com novidades
Para celebrar a data, a instituição conta com uma programação de eventos e lançamentos para aproximar ainda mais a Fundação da comunidade. - Foto: Divulgação

Paula Pessoa
Fundhas

A Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) completa, no próximo dia 28 de abril, 32 anos de atendimento voltado às crianças e aos adolescentes de São José dos Campos, oferecendo oportunidades de se desenvolverem como pessoas e como profissionais e fazendo a diferença em suas histórias de vida.

Para celebrar a data, a instituição mantida pela Prefeitura de São José conta com uma programação de eventos e lançamentos para aproximar ainda mais a Fundação de toda comunidade joseense.

Nesta quarta-feira (3), a Fundhas disponibilizou seu novo vídeo institucional, que pode ser conferido pelo Facebook. Diariamente, a instituição irá compartilhar cases de sucesso e, semanalmente, uma novidade será lançada.

Programação especial 

As Unidades da Fundhas irão festejar a data com uma programação diferenciada de brincadeiras e ações com crianças e adolescentes durante todo o mês.

As atividades do projeto Prata da Casa, que homenageia 26 funcionários ex-alunos da instituição e promove encontros entre eles e os atuais alunos, terão início a partir da segunda quinzena deste mês.

No dia 26 (sexta-feira), acontecerá a cerimônia oficial de aniversário, com apresentação da fanfarra, posse dos membros do conselho Visão do Futuro, formado por pais de alunos, e do CIJ (Conselho Infantojuvenil), presença de autoridades do município e surpresas.

Já no dia 27 (sábado), uma ação em parceria com jovens voluntários do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) irá movimentar a Unidade Jorge Alegre, no Centro, com entretenimento para todas as crianças.

Fazendo a diferença

Ao longo dos 32 anos de existência, a Fundhas contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens que viram em seus projetos a possibilidade de realizar sonhos e de crescimento profissional.

Atualmente, são atendidos cerca de 3.500 crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, que participam de atividades gratuitas em 14 unidades.

A Deca (Divisão Especializada em Criança e Adolescente) é responsável por 10 unidades, atendendo dos 6 aos 14 anos. Enquanto a DE (Divisão de Empregabilidade), com quatro unidades, é administrada pelo Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza) e oferece cursos de qualificação profissional.

Com atuação no contraturno escolar, a Fundhas oferece atividades diferenciadas para crianças e adolescentes pautadas nos quatro pilares da Educação da Unesco (Aprender a Ser, Aprender a Conviver, Aprender a Conhecer e Aprender a Fazer) distribuídos em campos de aprendizagem e áreas de conhecimento.

Entre as ações, estão projetos voltados à música, dança, teatro, artes e um cuidado especial no reforço escolar. Todos os atendidos recebem gratuitamente alimentação, uniforme e transporte.

O Cephas é um Centro Educacional da Fundhas que tem como finalidade oferecer educação profissional através de cursos de formação inicial e continuada, programa de aprendizagem profissional e de cursos técnicos de nível médio.

História da Fundhas

Fundada em 1987, a Fundhas participou ativamente dos debates e discussões para a criação do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), fato que mudou, inclusive, o modo de fazer da Instituição. Com o advento do Estatuto, muitos projetos tiveram de ser revistos e novos foram criados para atender a legislação.

De olho na inserção dos jovens no mundo do emprego, a Fundhas desenvolveu parcerias com pequenas e grandes empresas para juntos oferecerem oportunidades de primeiro emprego aos jovens. 

A instituição leva o nome do idealizador e percursor de ações sociais e educativas, o assistente social Hélio Augusto de Souza. Nascido em 27 de junho de 1947, em São Paulo, Hélio trabalhou como comerciante, professor, entre outras funções, influenciou a criação do ECA, foi prefeito de São José na década de 80 e atuou expressivamente em movimentos sociais e políticos.

Vitimado por um câncer, Hélio faleceu em 28 de outubro de 1986 sem ver seu sonho realizado, deixando a esposa e quatro filhos. Em homenagem à memória de seu idealizador, a instituição ostenta com orgulho seu nome.

Acompanhe a Fundhas

Quem quiser ficar por dentro das ações que a Fundação realiza em São José pode acompanhar, pelo Facebook, na página Fundhas SJC a cada dia um case de sucesso será divulgado.

 


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas