Emoção e reencontros marcam aniversário da Fundhas
Atualizado em 26/04/2019 - 18:25
ANIVERSARIO 32 ANOS FUNDHAS - 26-04-2019 - LUCAS CABRAL
Comemoração do 32º aniversário teve apresentação da tradicional fanfarra e surpresas aos convidados. - Foto: Lucas Cabral/PMSJC

Paula Pessoa
Fundhas

A emoção foi o detalhe especial da cerimônia do 32º aniversário da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) nesta sexta-feira (26). Em clima de festa e reencontros, alunos, profissionais, autoridades, convidados e ex-alunos participaram do evento na quadra da Sede, no Parque Industrial.

Entre os cerca de 430 presentes estavam 70 ex-alunos da Instituição, que levaram familiares e convidados. Os ex-alunos foram apresentados ao público presente de forma surpresa, ao final da celebração, reforçando a importância do trabalho realizado pela instituição ao longo dos anos.

O filho mais velho de Hélio Augusto de Souza, idealizador da Instituição que leva seu nome, Edric Augusto Pinotti e Souza, também marcou presença. Quando criança, Edric, advogado e empresário de 42 anos, acompanhava os trabalhos sociais e projetos do pai. Hoje, sente orgulho ao ver os resultados destas ações, como a Fundação.  “A Fundhas é motivo de orgulho para a cidade, é bom estar aqui”, disse.

Orgulho e reconhecimento

A cerimônia foi abrilhantada pela apresentação da fanfarra, grupo tradicional formado por músicos e artistas do Jardim Paulista, com cerca de 65 membros.

Em seguida, o conselho Visão do Futuro, formado por pais e responsáveis, tomou posse tendo Maria Aparecida Ferreira como representante. A autônoma é mãe da Ialle Raiane, 10 anos, e da Isis Tuane, 9 anos, ambas da Unidade Dom Bosco Criança. “Desde que consegui colocá-las na Fundhas agradeço diariamente, precisamos valorizar o trabalho da Fundação, que é muito importante para as pessoas e para toda a cidade”, disse.

Os alunos ganham mais protagonismo e são representados por meio do CIJ (Conselho Infantojuvenil), que também empossou representantes. Larissa Oliveira Batista, 16 anos, da Unidade Profissionalizante Dom Bosco, foi escolhida como diretora do Conselho e sonha ser professora no futuro para compartilhar conhecimentos.

“A Fundhas me ajuda muito a crescer e buscar os objetivos de vida que tenho. Como diretora do CIJ quero representar todos, o conselho é importante para buscarmos o melhor nas Unidades para os alunos”, frisou.

Unidades em Festa

Durante todo o mês as Unidades festejaram a data. Nesta sexta, crianças e adolescentes do Centro receberam cuidados em um “Dia da Beleza”, que teve a participação das Unidades Profissionalizantes Dom Bosco e Norte. A troca de experiências entre os alunos permite novos aprendizados, a convivência saudável e trabalha a autoestima dos atendidos.

Na região leste, a Unidade Petrobrás recebeu alunos com comemoração, teve teatro, dança e um bingo diferente.  E no Putim, a equipe da Unidade Embraer festejou com bolo, pula pula, cama elástica e jogos para a data não passar em branco. 

Fazendo a diferença

Ao longo dos 32 anos de existência, a Fundhas contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens que viram em seus projetos a possibilidade de realizar sonhos e de crescimento profissional.

Nos últimos dois anos, a Fundhas registrou aumento de 28,41% no atendimento, tendo 6.038 pessoas atendidas na cidade em 2018. Atualmente, mais de 4.600 munícipes são atendidos.

A Deca (Divisão Especializada em Criança e Adolescente) é responsável por 10 unidades, atendendo dos 6 aos 14 anos. Enquanto a DE (Divisão de Empregabilidade), com quatro unidades, é administrada pelo Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza) e oferece cursos de qualificação profissional.

Com atuação no contraturno escolar, a Fundhas oferece projetos voltados à música, dança, teatro, artes e um cuidado especial no reforço escolar. Todos os atendidos recebem gratuitamente alimentação, uniforme e transporte.

O Cephas é um Centro Educacional da Fundhas que tem como finalidade oferecer educação profissional através de cursos de formação inicial e continuada, programa de aprendizagem profissional e de cursos técnicos de nível médio.

 

 

 


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas