Educação da rede municipal de São José tem o melhor resultado entre as maiores cidades do Estado
Atualizado em 06/09/2018 - 14:05
Alunos dos anos finais da Emef. Profª Jacyra Baracho, na região sul, preparam 'futgame' para sábado letivo na escola.
A Emef Profª Jacyra Baracho, na região sul, foi destaque com nota 8,1 nos anos iniciais e no anos finais subiu de 6,2 para 7,1 - Foto: PMSJC

Gisele Lopes
Secretaria de Educação e Cidadania

Dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017, divulgados pelo Ministério da Educação, mostram que escolas da rede municipal de São José dos Campos obtiveram o melhor resultado entre as 10 maiores cidades do Estado de São Paulo. 

São José conseguiu a nota 7,0 nos anos iniciais e 5,8 no anos finais do ensino fundamental, ficando à frente das cidades de Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo, Campinas, Guarulhos, Sorocaba, Santo André, Osasco, São Paulo e Mauá e também acima da média geral do país. Veja tabela abaixo.  

Os resultados refletem os investimentos feitos pela Prefeitura para a melhoria da rede municipal de ensino. Somente no ano passado, a Educação recebeu um investimento de R$ 600 milhões, o maior já realizado no setor.

Das 43 escolas da rede de ensino municipal, nos anos iniciais, 24 instituições já atingiram ou superaram o Ideb previsto para 2021, outras 11 escolas atingiram ou superaram o indicador previsto para o próximo ano. Já nos anos finais, foram observados crescimento de 0,6 a 1,2 pontos.

Nos anos iniciais (1º ao 5º ano), o indicador em São José dos Campos saltou de 6,7 para 7,0 entre 2015 e 2017. Já nos anos finais (6º ao 9º ano), o índice passou de 5,6 ­para 5,8 no mesmo período.

Ideb

O Ideb é um indicador que mede a qualidade do ensino nas escolas públicas. A primeira avaliação foi feita em 2005 e vem sendo realizada a cada dois anos. Para chegar ao índice, o MEC calcula a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e o desempenho na Prova Brasil. O objetivo é que as cidades do país alcancem média 6 até 2022, o que representa a qualidade do ensino em países desenvolvidos.

 

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania