Prefeitura incentiva capacitação empreendedora de artesãos
Atualizado em 03/10/2018 - 17:57
Reunião da diretoria de Turismo com artesãos. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 03-10-2018
Durante a reunião, os artesãos receberam informações sobre capacitação administrativa e agenda de eventos - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Bibiano Santos
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico

A Prefeitura de São José dos Campos promoveu, nesta quarta-feira (3), na Câmara Municipal, uma reunião com artesãos do município, onde foram oferecidas oportunidades para capacitação empreendedora desses profissionais. Também foi discutida uma agenda de atividades para o segundo semestre, como a Feira de Artesanato de Natal e oportunidade de novos negócios em diversos espaços da cidade.

Participaram do encontro cerca de 180 profissionais, devidamente cadastrados junto à Sutaco (Subsecretaria do Trabalho Artesanal nas Comunidades). A reunião foi coordenada pela Diretoria de Turismo, da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico.

Sebrae Artesanato

Durante o evento, representantes do Programa Sebrae/Artesanato (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), expuseram aos artesãos uma nova pareceria para gestão do próprio negócio. Trata-se de um curso de capacitação com foco na gestão empreendedora, que acontece por meio de uma parceria entre a Prefeitura e o Sebrae.

Com o curso, os artesãos passarão a ter conhecimento real de sua atividade econômica, o mercado de trabalho, avaliando fases negócio, formação de preços, plano de negócio, planejamento de vendas e divulgação dos serviços em páginas nas redes sociais. O curso de capacitação terá carga horária de 26 horas, dividido em 9 encontros.  

Cláudia Abreu, moradora da região central, trabalha com a confecção de bijuterias há 28 anos, mas só em 2007 começou a participar das feiras de artesanato e vê essas ações como positivas. “Os artesãos precisam deste incentivo, quanto mais, melhor é. É importante fortalecer e valorizar a arte do artesanato, porque muitas pessoas ainda não sabem dar o devido valor”, disse.

A artesã Solange Izabel, moradora da região norte, trabalha com feltros, tecido e produtos recicláveis há quase 18 anos. “Acho válido essas ações, pois assim você consegue vender e apresentar os seus produtos”.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico