Banda mineira Dolores 602 mostra sua rota poética no Projeto Bar de Quinta
Atualizado em 15/10/2018 - 14:35
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Dolores 602 é uma banda de mulheres fortes e feministas que levam a poesia a sério - Foto: Divulgação - Foto: PMSJC

Avelino Israel
Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Um mapa aberto para o novo, sem dimensão ou trajetória pré-definida, todavia amplo e repleto de possibilidades. Esta é a rota poética tomada pela banda mineira Dolores 602, que se apresenta nesta quinta-feira (18) em São José dos Campos, pelo Projeto Bar de Quinta, da Fundação Cultural Cassiano Ricardo. O show acontece às 20h, na área externa do Centro Cultural Clemente Gomes, com entrada gratuita.

A banda é formada por Débora Ventura (voz, violão, guitarra), Camila Menezes (baixo, ukulele, voz), Isabella Figueira (bateria, gaita, escaleta) e Táskia Ferraz (guitarra, vocais). As quatro mineiras integram a banda há sete anos e possuem um álbum de estreia, Cartografia (2018).

Dolores 602 é uma banda de mulheres fortes e feministas que levam a poesia a sério. “Acho urgente falar sobre pequenas belezas. Nosso tempo está confuso, as pessoas são enganadas facilmente com notícias ruins o tempo todo e desejar amor ao outro é uma forma de mudar essa perspectiva”, reflete Táskia.

Com passagens em diversos festivais de música, como o Festival Marreco e Festival Balaio (Patos de Minas), Festival Timbre (Uberlândia) e Música Mundo (Belo Horizonte), também foram premiadas oito vezes com suas composições em festivais de canção pelo Brasil.

Projeto

O Projeto Bar de Quinta é realizado pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo desde 2014, com curadoria do artista Dom de Oliveira, tendo como finalidade abrir espaço e valorizar os grupos autorais. 

 

Centro Cultural Clemente Gomes

Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

(12) 3924-7341


MAIS NOTÍCIAS
Fundação Cultural Cassiano Ricardo