Alunos da Fundhas reconhecem importância de seus professores
09/10/2018 - 16:38
Fundhas - dia do professor
A Fundhas conta com 220 profissionais que atuam como professores e educadores em 15 unidades distribuídas pela cidade - Foto: Divulgação

Paula Pessoa
Fundhas

Com a proximidade do Dia do Professor, comemorado na próxima segunda-feira (15), alunos da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) ressaltam a importância dos professores que, diariamente, acompanham nas atividades de cada unidade. Em homenagem aos educadores da Fundação, os alunos que convivem com os mestres fizeram uma série de depoimentos.

Entre os relatos, o que sobressaiu foi o sentimento de respeito, admiração e, sobretudo, gratidão a cada professor. Os depoimentos serão reunidos em um material institucional da Fundação para posterior divulgação aos professores.

Nesses exercício de reconhecimento ao profissional, as alunas Sheila Araújo e Milena Barbosa não pouparam elogios aos seus professores.

“Os professores são os responsáveis pelo sentimento bom e carinhoso que tenho pela Fundhas. As aulas deles são diferentes, conversamos sobre vários assuntos, nos ouvem com paciência e atenção, isto é importante para nós. Eu digo a eles: muito obrigada? Cada professor é importante e tem algo a ensinar. Além do conteúdo, eles nos passam valores e sobre como nos relacionar melhor com as pessoas, agradeço por todos os ensinamentos e por toda paciência”, disse Sheila Santos Tanabe de Araújo, 17 anos, da Unidade Profissionalizante Norte (Vila Cristina). 

"Os professores do Cephas são maravilhosos. Eles são muito pacientes e não medem os esforços para que a gente aprenda de verdade. Alguns alunos têm dificuldades, mas eles nunca desistem e não nos deixam desistir porque querem sempre o nosso melhor desempenho", afirmou Milena Cristine Silva Barbosa, 17 anos, aprendiz do Cephas. 

Atualmente, a fundação, que é mantida pela Prefeitura de São José dos Campos, conta com cerca de 300 profissionais que atuam como professores e educadores em 15 unidades distribuídas pela cidade e no Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza).

Entre as funções, há aqueles que atuam com acompanhamento pedagógico de Português e Matemática, Educação Física, Educação Artística e técnicos agrícolas responsáveis pela área de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Além de educadores com especializações em Arte, Música, Teatro, Comunicação e nos cursos técnicos e profissionalizantes.

Nas Unidades da Divisão Regional são desenvolvidas ações socioeducativas afim de promover, para as crianças e adolescentes, ganhos de aprendizagem e de cidadania. E, na prática diária, todos os profissionais atuam diretamente com as crianças e os adolescentes, utilizando seus saberes específicos e sua experiência de vida como meio de buscar a emancipação social e a formação integral dos atendidos.

As áreas de conhecimento e eixos curriculares desenvolvidos na Fundhas são: Acompanhamento Pedagógico, Arte e Cultura, Comunicação e Uso de Mídias, Esporte e Lazer, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Promoção da Saúde e Cidadania.

A Instituição

A Fundhas já contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens que, por meio dos projetos da instituição, tiveram a possibilidade de realizar sonhos e buscar crescimento profissional.

Com atuação no contraturno escolar, a Fundhas oferece atividades diferenciadas para crianças e adolescentes há 31 anos. Entre as atividades, estão música, dança, teatro, artes e um cuidado especial no reforço escolar. Todos os atendidos recebem de forma gratuita, alimentação, uniforme e transporte.

O Cephas é uma escola técnica da Fundhas que incentiva a inclusão social por meio da educação profissional, oferecendo cursos técnicos gratuitos e de qualificação profissional. Atualmente, conta com 327 jovens que cumprem jornada de trabalho como aprendizes em uma das 43 empresas parceiras da Fundhas, tendo dessa forma a experiência do primeiro emprego. 

MAIS NOTÍCIAS
Fundhas