Competição na bocha adaptada encerra 1º Jogos Intercentros PCD
Atualizado em 09/11/2018 - 18:06
Mostra Esportiva para Pessoas com Deficiência  26 08 2018
Competição terá mais de 34 participantes que praticam a modalidades em duas unidades esportivas municipais - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Thiago Fadini
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida

Dando continuidade à 1º edição dos Jogos Intercentros PCD, a Prefeitura de São José dos Campos promove neste sábado (10) disputas entre alunos das unidades esportivas municipais na modalidade bocha adaptada.

O evento de fechamento dos jogos destinados à pessoa com deficiência acontecerá no Ginásio de Esportes Dom Pedro 1º (Rua Helenira Resende Nazareth, 151), na região sul, a partir das 9h. Participarão de 34 paratletas de duas unidades mantidas pela Administração: Praça de Esportes Pedro Otávio e Centro Esportivo Palmeiras de São José. A entrada é livre para os cidadãos que quiserem prestigiar o Intercentros.

Em 29 de outubro, o Centro Comunitário Vila Industrial sediou o primeiro dia dos jogos, com competições nas modalidades karatê, judô e capoeira e natação.

Para a bocha, as provas serão dividas nas categorias feminina e masculina, dentro de quatro classes de classificação funcional: BC1, BC2, BC3 e BC4. Os confrontos devem seguir até o fim da manhã.

Na primeira classe, o competidor tem a opção de receber auxílio de um ajudante para ajustar a cadeira e entregar a bola, quando pedido. Na seguinte, o paratleta não pode receber qualquer assistência. Se encaixam na terceira classe aqueles que têm deficiências muito severas e que usam instrumentos auxiliares, além de receberem auxílio. Por fim, a última classe se caracteriza pelo cenário em que os paratletas têm deficiências severas, mas não recebem assistência.

A modalidade

De acordo com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), a competição consiste em lançar as bolas coloridas o mais perto possível de uma branca (jack ou bolim). Os atletas ficam sentados em cadeiras de rodas e limitados a um espaço demarcado para fazer os arremessos.

É permitido usar as mãos, os pés e instrumentos de auxílio, e contar com ajudantes (calheiros), no caso dos atletas com maior comprometimento dos membros. No Brasil, a modalidade é administrada pela Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE).

Praticada por atletas com elevado grau de paralisia cerebral ou deficiências severas, a versão adaptada da modalidade só apareceu no Brasil na década de 1970. A bocha teve um antecessor nos Jogos Paralímpicos: o lawn bowls, uma espécie de bocha jogada na grama. E foi justamente no lawn bowls que o Brasil conquistou a primeira medalha em Jogos Paralímpicos. Róbson Sampaio de Almeida e Luiz Carlos “Curtinho” foram prata nos Jogos de Heidelberg, na Alemanha, em 1972.

A bocha é um dos esportes em que homens e mulheres competem juntos. No Rio 2016, serão sete provas, entre disputas individuais, em duplas e por equipes.

Oportunidades

A Prefeitura de São José dos Campos oferece aulas gratuitas para nove modalidades direcionadas às pessoas com deficiência, entre elas bocha adaptada, natação, capoeira, atletismo, judô, karatê, tênis de mesa, voleibol e estimulação global (destinado às pessoas com grau elevado de deficiência).

Para facilitar na identificação do nível em que o interessado deve ser inserido dentro da modalidade desejada, a Prefeitura disponibiliza um serviço de triagem com o acompanhamento de psicólogo, fisioterapeuta e um professor de Educação Física. A análise é realizada todas as segundas-feiras no Poliesportivo Altos de Santana, entre 8h e 11h, e no Poliesportivo Vila Tesouro, no mesmo dia, de 13h30 às 16h.

Os locais que estão atualmente com vagas para as aulas são os poliesportivos Jardim Cerejeiras, Vila Tesouro e Altos de Santana. Para os demais locais que as oferecem, é necessário entrar numa fila de espera virtual. A pré-inscrição para as modalidades deve ser feita pelo aplicativo São José Viva para dispositivos móveis com plataformas iOS e Android.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida