Crianças participam do plantio de árvores na Semana da Água
Atualizado em 23/03/2018 - 10:00
Plantio de Árvores dia da Agua  22 03 2018
Estudantes participaram do plantio de mudas às margens do Rio Paraíba do Sul na abertura da Semana da Água - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Priscila Veiga Vinhas
Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade

Neste Dia Mundial da Água, quinta-feira (22), cerca de 50 alunos da escola municipal Vera Babo de Oliveira e escola estadual Ilza Irma Moeller Coppio participaram do plantio de 70 árvores nativas da Mata Atlântica às margens do Rio Paraíba do Sul, no bairro Altos de Santana, na região norte de São José dos Campos.

A atividade faz parte da Semana da Água, programação municipal que prossegue até a próxima quarta-feira (28). A Semana, promovida pela Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade, terá uma série de encontros, diálogos, oficinas e ações, com o objetivo de conscientizar a sociedade e de integrar atores sociais, iniciativas e projetos que tratam da proteção e manutenção dos recursos hídricos, essenciais à vida na Terra.

A professora de Ciências da escola Vera Babo, Tayla Godoi, ressaltou o significado da atividade para as crianças. “Essa ação é extremamente importante, principalmente para estes alunos que moram às margens do rio compreenderem a importância de revitalizar a mata ciliar e relacionar o plantio à produção de água. O rio passa no nosso quintal e as crianças vieram muito empolgadas para participar”, afirmou.

Artur Nicolas da Silva Queiroz, 12 anos, aluno da 6ª série, teve a experiência de plantar uma árvore pela primeira vez. “É bem legal plantar árvores porque estamos ajudando a natureza, fico feliz em ser perto da escola para que eu possa ajudar a cuidar dela e ir observando seu crescimento”, disse.

Os colegas Anne Pietra da Silva Alves, 12 anos, e José Victor de Mello, 11 anos, também tiveram essa vivência pela primeira vez. “Eu achei muito bom fazermos esse plantio para que a árvore possa crescer e receber cuidados”, disse Ana. “Podemos vir regá-la”, complementou José Victor. Cientes de como as árvores são vitais para o ciclo da água, eles mandaram um recado: “Precisamos preservar as árvores e lutar contar o desmatamento. Sem as árvores e a água não estaremos aqui.”

Rachel Trajber, coordenadora do projeto de Educação do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), parceiro da Prefeitura nesta iniciativa, acompanhou a ação e conduziu um diálogo com os estudantes. “É importante demonstrar para as crianças qual a relação entre as árvores e a água, qual a relação com desastres naturais, com a captação de carbono, com a mata ciliar, ou seja, mostrar a complexidade destas relações desde pequenos, para não termos esse mundo fragmentado, criado historicamente, e que precisamos recompor”, disse.

A especialista, que foi coordenadora de educação ambiental do MEC (Ministério da Educação) de 2004 a 2012, também refletiu sobre os problemas ambientais da atualidade e o papel do educador. “Quando pensamos que iríamos trabalhar com desastres enquanto educadores ambientais? É porque, na verdade, os desastres acontecem por causa da insustentabilidade de um sistema socioambiental. Então tem tudo a ver quando a gente trabalha com desastres e estuda a insustentabilidade em cada micro local, em cada escola, e compartilha essas descobertas em função de construir sociedades sustentáveis”, afirmou.

Raquel continua esta reflexão como convidada do evento da noite desta quinta no Parque Vicentina Aranha, às 19 horas, dando continuidade à programação da Semana da Água. O diálogo “Paraíba do Sul, o rio que passa em nosso quintal” acontece na Sala de Leitura Reginaldo Poeta. O evento conta com a participação dos pesquisadores Liliam Medeiros (Unesp - Universidade Estadual Paulista), Marcela Miranda (UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF), Felipe Pacheco (Inpe - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e Luciano Machado (Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade). O Parque Vicentina Aranha fica na rua Eng. Prudente Meireles de Morais, 302, Vila Adyana.

Na sexta (23), das 9h às 10 horas, acontece exposição de resultados do Programa Revitalização de Nascentes Urbanas, que completa 12 anos, juntamente com a assinatura de uma parceria com o Rotary Club, que promoverá a revitalização da mata ciliar de uma nascente no Jardim Guimarães. O evento será na Casa do Café, Parque da Cidade Roberto Burle Marx (Av. Olivo Gomes, 100, Santana).

A programação completa da Semana da Água está disponível no site da Prefeitura


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade