Crianças da Fundhas aproveitam final de semana em acampamento
Atualizado em 20/03/2018 - 14:39
Crianças da Fundhas no Paiol 2018
Crianças da Fundhas participam do acampamento Paiol Grande, em São Bento do Sapucaí - Foto: Divulgação

Quitéria Melo
Fundhas

Um grupo de 13 crianças e adolescentes da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), entre 9 a 13 anos, tiveram a oportunidade de participar mais uma vez do Projeto Dinda, ação social realizada pelo Paiol Grande em São Bento do Sapucaí (SP), desde a sexta-feira (16) até o último domingo (18).

Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer crianças de outras cidades, fazendo atividades coletivas envolvendo esportes, cultura, cidadania, gincanas aquáticas, jogos enigmáticos, cuidado pessoal e cuidado com o meio ambiente.

Este o quarto ano consecutivo do projeto social. O acampamento recebe em torno de 150 crianças e adolescentes de instituições sociais do Brasil todo.

Além das ações propostas pela equipe de monitores, as crianças tiveram horários livres para realizarem outros tipos atividades, como passeio a cavalo, pescaria, caiaque, escalada, brincadeiras na piscina e, durante a noite, as crianças participaram de um momento próximo a fogueira, onde elas disseram o que mais gostaram no acampamento. 

Além da piscina refrescante nesses dias de calor intenso, outra atividade que as crianças apreciaram muito foi a dinâmica da organização dos quartos. Cada criança, assim que acordava, depois do momento de higienização, ficava responsável por arrumar suas coisas. 

No horário da alimentação, as crianças se dividiram em grupos e cada um trazia um pouco de comida para sua mesa. E, logo após a refeição, eles também retiravam suas bandejas da mesa.

Foi a primeira vez que Ana Luiza da Silva, 11 anos, participou do no acampamento. Ela contou que sua experiência por lá "foi maravilhosa". "Eu achei muito legal fazer escalada, amei andar a cavalo, amei a piscina, amei tudo! Quando chegamos no chalé, a primeira coisa que temos que fazer é escolher uma cama, desfazer as malas e arrumar tudo no armário. No nosso chalé tinha meninas dos estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, elas eram muito simpáticas. Foi tudo inesquecível."

Ângelo Gabriel Cardoso Ribeiro, 12 anos, ficou muito alegre com a viagem. “Gostei das gincanas, das atividades noturnas, de ir à cachoeira e de andar no card, que era um tipo de monociclo onde tem que pedalar pra funcionar. Todos os dias de manhã, depois de acordar, a gente passava nos outros chalés e dava “bom dia” pra todo mundo. Acabei fazendo amizade com o pessoal de Belo Horizonte (MG). Foi muito bom.”

Cauã Almeida, 11 anos, foi com a irmã para o Paiol e ficou muito feliz com a oportunidade. "Gostei muito das atividades na piscina, porque estava calor. Além disso, o momento na fogueira também foi legal por eu ter conhecido crianças de outro Estado".

A irmã de Cauã, Larissa Almeida, de 13 anos, afirmou que se sentiu privilegiada em ser uma das 13 crianças a participar do acampamento. “Os monitores eram bem animados e faziam várias atividades com a gente. Gostei de uma brincadeira de heróis e vilões, gostei da gincana na piscina, fiz escalada, pesquei, conheci pessoas e, com a arrumação dos quartos, aprendi a cuidar mais das minhas coisas. No horário de comer, era tudo organizado, cada um pegava um pouco de comida. Se eu pudesse teria ficado mais”.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas