Seleção Brasileira de Rugby volta ao Martins Pereira no sábado
Atualizado em 02/03/2018 - 20:15
Rugby Brasil e Estados Unidos no Martins Pereira 24 02 2018
O diretor de Torneios e Eventos da Confederação Brasileira de Rugby, Ítalo Marques, elogiou a estrutura do estádio para as competições da modalidade - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Ana Lúcia Abranches
Urbam

A Seleção Brasileira de Rugby retorna ao Estádio Martins Pereira neste sábado (3), às 18h10, pela Americas Rugby Championship, para encarar a forte seleção da Argentina XV (elenco formado somente por atletas que jogam dentro do país).

Derrotados na semana passada por 45 a 16 pelos Estados Unidos na quarta rodada da competição, os Tupis, atualmente estão em quinto lugar no torneio, com quatro pontos, e não têm mais chances de conquistar o título. A equipe nacional conta com cinco jogadores joseenses, convocados pelo técnico Rodolfo Ambrósio: Caique Silva Segura, Felipe Henri Sancery, Michel Olimpio Gomes de Oliveira "Vanzinha", Moises Rodrigues Duque e Stefano Giantorno.

O campeão do Americas Rugby Championship será conhecido no sábado, em Montevidéu, com o jogo entre Uruguai, anfitrião e terceiro colocado, recebendo os Estados Unidos, líderes do torneio. As partidas serão transmitidas pelo canal pago ESPN. Informações sobre ingressos para o duelo podem ser obtidas pelo site oficial da CBRu (Confederação Brasileira de Rugby).

Boa estrutura

O diretor de Torneios e Eventos da Confederação Brasileira de Rugby, Ítalo Marques, elogiou a estrutura do estádio para as competições da modalidade. “A cidade tem uma forte ligação com o rugby. Temos vários atletas joseenses e o Estádio Martins Pereira nos atende muito bem. Possui a estrutura bem posicionada no gramado para os encaixes das traves específicas. Os vestiários são amplos e com quantidade adequada de chuveiros para atender aos 23 jogadores de toda a equipe.”

Outros pontos positivos, segundo o diretor, são as banheiras de hidromassagem – usadas para a crioterapia – tratamento com gelo que auxilia na recuperação dos atletas após a partida.

Arquibancadas cobertas dos dois lados, dez cabines e área vip com camarotes adequados, além de telão com o placar dos jogos, também influenciam na escolha pela Confederação. “Muitos torcedores não têm conhecimento tão apurado e o placar ajuda a acompanharem o desenrolar do jogo.”

O capitão do time de rugby, Yan Rosetti, também aprovou o conforto proporcionado pelas instalações esportivas. “É ótimo. O vestiário é confortável e o gramado perfeito. O estádio é superior às nossas expectativas e atende bem à modalidade.”


MAIS NOTÍCIAS
Urbam