São José economiza quase R$ 1 milhão com cópias e impressões
Atualizado em 02/03/2018 - 19:45
Impressoras  20 02 2018
Serão trocados 1.050 equipamentos, que devem melhorar a qualidade das cópias e impressões - Foto: Charles de Moura/PMSJC

João Paulo Sardinha
Secretaria de Gestão Administrativa e Finanças

Os esforços da Prefeitura de São José dos Campos para reduzir as despesas públicas foram ampliados neste ano. Só com a troca das impressoras das secretarias, iniciada em fevereiro, a administração vai enxugar quase R$ 1 milhão por ano.

Pelo novo contrato, a Prefeitura pagará somente as páginas efetivamente impressas, não havendo mais o custo fixo de aluguel das máquinas.

Ao todo, serão trocados 1.050 equipamentos, que devem melhorar a qualidade das cópias e impressões.

O contrato anterior tinha custo mensal de R$ 289.264 por mês. O novo acordo saiu por até R$ 201.538, mas com pagamento apenas das páginas impressas, sem custo fixo ou franquia.   

Os equipamentos começaram a ser instalados no Paço em fevereiro.

Economia

A força-tarefa para reduzir despesas e evitar desperdício na Prefeitura de São José dos Campos garantiu uma economia de R$ 32 milhões em 2017. O balanço, concluído pela Secretaria de Gestão Administrativa e Finanças, levou em conta os gastos com telefonia, combustível, energia, água e readequação de contratos.

Se for levada em conta a economia feita em licitações, o montante chega a R$ 357,9 milhões.

O esforço dos servidores tomou como base o programa “Economia se faz no dia a dia”, lançado em janeiro de 2017, por meio do decreto 17366/17. Todas as secretarias, com exceção de áreas prioritárias, como a Saúde e a Educação, foram obrigadas a reduzir em 15% suas despesas.

O consumo de energia, por exemplo, caiu de R$ 35,3 milhões para R$ 28,3 milhões, gerando uma economia anual de R$ 7 milhões.

Despesas com telefonia fixa passaram de R$ 5,2 milhões para R$ 4,2 milhões. A média de consumo mensal passou de R$ 431 mil para R$ 352 mil. Leilão de veículos (R$ 1,6 milhão de economia), Correios (R$ 486 mil) e combustível (R$ 336 mil) foram outros itens que apresentaram redução ao longo do ano passado.

A rescisão de um contrato de software também proporcionou uma economia de R$ 22,8 milhões para a Prefeitura.

O levantamento não inclui a redução de custos com a reforma administrativa no Paço, que diminuiu o número de cargos e secretarias.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Gestão Administrativa e Finanças