Ação do Maio Amarelo aborda motociclistas na região sul
Atualizado em 03/05/2018 - 18:38
Blitz na Estrada Velha - 03-05-2018
Realizada pela Prefeitura de São José dos Campos em parceria com a Polícia Rodoviária Estadual, a blitz abordou 25 condutores - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Giselle Marinho
Secretaria de Mobilidade Urbana

Uso correto dos equipamentos de segurança, assim como conduzir a motocicleta com responsabilidade, foram algumas das orientações passadas pela Prefeitura de São José dos Campos durante a manhã desta quinta-feira (2), na Estrada Velha Rio/SP, região sul.

Realizada pela Prefeitura de São José dos Campos em parceria com a Polícia Rodoviária Estadual, a blitz abordou 25 condutores, que além de receberem dicas para evitar acidentes, também foram submetidos ao teste com o bafômetro. Não foi constatado o consumo de álcool.

Durante o mês de maio serão realizadas blitze semanais também com o apoio das polícias Militar e Rodoviária Federal.

#NósSomosOTrânsito

Sob o tema “Nós somos o trânsito”, o Maio Amarelo de 2018 traz novamente uma reflexão sobre o papel de cada um na preservação da segurança de todos no trânsito.

Por meio da ação global, que atualmente conta com a participação de mais de 30 países, o movimento busca engajar órgãos públicos, privados e a sociedade civil em ações que chamem a atenção da população para os índice de mortalidade no trânsito e provocar mudanças de atitudes em prol da segurança no trânsito.

Mortes no trânsito

Em 2017, São José dos Campos reduziu o número de mortes em decorrência dede acidentes de trânsito nas vias municipais. De acordo com dados do Infosiga, banco de dados do Governo do Estado sobre óbitos no trânsito, o município registrou uma queda de 40% no número de mortes, comparado ao ano de 2016.

Em 2018, os dados também apontam queda. No primeiro trimestre deste ano foram registrados 17 óbitos. No mesmo período de 2017 foram 18.

No que se refere às vítimas, o quadro mudou em relação ao ano anterior. Enquanto de janeiro a março de 2017 morreram 7 pedestres, em 2018 foram 2. Entre as vítimas sobre motocicletas, os dados mostram um aumento de 4 para 6 mortos, no mesmo período.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Mobilidade Urbana