Jogadoras voltam a bares na véspera do jogo do Brasil em ação da Lei Seca
Atualizado em 05/07/2018 - 11:38
Campanha de conscientização
Equipe feminina de futebol do São José Esporte Público volta aos bares #PorMaisSorrisos durante a Copa do Mundo - Foto: Divulgação

Giselle Marinho
Secretaria de Mobilidade Urbana

Na noite desta terça-feira (26), atletas do time feminino do São José Esporte Clube visitaram novamente bares de São José dos Campos para deixar uma mensagem especial aos motoristas que pretendem assistir ao jogo do Brasil fora de casa “se for beber, deixe o carro na garagem”. A ação contemplou estabelecimentos das regiões central e oeste.

Acompanhadas por agentes de trânsito e educadores da Prefeitura de São José dos Campos, as meninas abordaram as pessoas de mesa em mesa. Além de orientar sobre os riscos de beber e dirigir, a equipe também entregou o cartão verde, criado no futebol para estimular boas atitudes em campo. No contexto do trânsito, a proposta é parabenizar e incentivar o comportamento seguro por parte dos motoristas.

Cada semana, uma equipe do São José Esporte Clube vai aos bares para as abordagens do programa Lei Seca. Na última sexta-feira (22) foi a vez do time masculino. Na ocasião, a equipe visitou três bares e surpreendeu quem estava no local.

O estabelecimento que tiver interesse em receber a ação durante a Copa pode solicitar pelo e-mail: educamob@sjc.sp.gov.br

#PorMaisSorrisos

Além das abordagens nos bares, os times do São José também serão os personagens da campanha da Lei Seca nas redes sociais oficiais da Prefeitura. Aproveitando o espírito esportivo promovido pelos jogos, fotos das equipes com placas e mensagens educativas serão publicadas no Facebook e Instagram para alertar os torcedores sobre a importância de comemorar os jogos com responsabilidade.

Após os jogos do Brasil, as blitze da Lei Seca serão intensificadas na cidade para inibir comportamentos inadequados que podem causar acidentes.

As operações serão realizadas em parceria com a Polícia Militar, Polícias Rodoviárias Estadual e Federal, Detran e Guarda Civil Municipal e estarão distribuídas em pontos estratégicos.

A multa para o condutor que for flagrado dirigindo sob efeito de álcool chega a R$ 2.934,70, com suspensão do direito de dirigir por doze meses. A penalidade pode ainda resultar em prisão, caso o teste do bafômetro aponte um resultado igual ou superior a 0,34 mg/l.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Mobilidade Urbana