Revitalizada, Praça do Torii recebe comemoração dos 110 anos da imigração japonesa
Atualizado em 24/06/2018 - 07:32
Revitalização da Praça Riugi Kojima  Torii  23 06 2018
A solenidade em comemoração aos 110 anos da imigração japonesa no Brasil teve programação especial na praça do Torii, recém revitalizada. - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Paula Pessoa
Secretaria de Manutenção da Cidade

Após ser totalmente revitalizada pela Prefeitura de São Jpsé dos Campos, a praça Riugi Kojima (Torii), no Jardim Aquarius (região oeste), uma das mais bonitas e mais simbólicas de São José dos Campos, recebeu neste sábado (23) uma solenidade de comemoração aos 110 anos da imigração japonesa no Brasil.

O evento contou com a participação de autoridades municipais e estaduais, representantes do Consulado do Japão em São Paulo, frequentadores da praça, além de membros da comunidade nipo-brasileira e também celebrou os 10 anos de existência da área de lazer.

Parceria

Em parceria com a comunidade nipo-brasileira, a Prefeitura concluiu as revitalizações das praças Riugi Kojima e Kadoma, no Jardim Paraíso (sul), na última quinta-feira (21). As recuperações foram realizadas pelas equipes da Secretaria de Manutenção da Cidade. 

O sábado amanheceu ensolarado e a praça ficou em clima de festa, repleta de moradores da região, famílias da comunidade nipo-brasileira e convidados, que prestigiaram as apresentações musicais e participaram de danças folclóricas no local, além do tradicional lanche comunitário.

“Hoje é um dia comemorativo em que tivemos o prazer de nos apresentar ao público com nossa dança. Sinto orgulho por ser descendente de japonês, nissei, e por ter esse prestígio do público, ainda mais aqui na praça, que está muito bonita e bem conservada. Acho muito importante unir a comunidade e a prefeitura para os cuidados com este espaço”, contou a sorridente Luiza Takai, de 80 anos. Luiza é membro da comunidade nipo-brasileira e apresentou danças típicas japonesas com um grupo da Associação Nikkey, localizado na região sul, que ela participa há mais de 10 anos.

A aposentada de 70 anos, Maria Ledizia Pavan Teixeira, mora próximo da praça e é frequentadora assídua do espaço em momentos de caminhada ou descanso. Maria estava animada com a comemoração e se diz ansiosa para ver as cerejeiras da praça darem flor. 

“Gosto muito daqui, a praça é bem cuidada, a área para caminhada é plana e segura e a natureza daqui é linda. Moro pertinho, então sempre que posso venho caminhar e ver as plantas, as árvores, descansar por aqui...essa praça é um marco de São José, que é uma cidade ótima e cheia de qualidade de vida”, contou dona Maria, que saiu da capital paulista e há 10 anos mora na cidade.

A praça do Torii tem cerca de 9.000 metros quadrados e é uma das maiores de São José, foi construída em 2008, também através de uma parceria entre a Prefeitura e a comunidade nipônica, para comemorar o centenário da chegada da colônia ao nosso país.

A praça recebeu o nome de Riugi Kojima, em homenagem ao engenheiro que morreu naquele mesmo ano, quando exercia o segundo mandato consecutivo de vice-prefeito. A Prefeitura conta com o apoio da população para que denuncie, por meio da Central 156, atos de depredação e vandalismo contra as praças recuperadas, preservando o patrimônio público à disposição da população. 

“Recebemos legados da comunidade japonesa que guardamos conosco, hoje celebramos aqui nesta praça outro legado, que será para os nossos herdeiros, para o futuro. Esta é uma conquista para a cidade, a comunidade toda é beneficiada por ter este espaço de lazer”, destacou Mário Niwa, membro da comunidade nipo-brasileira.

Praça do Torii

No local, foram realizados serviços de roçada geral, jardinagem, paisagismo e plantio de árvores, além de reparos no caminho de pedriscos, implantação de 8 Torôs (lanternas japonesas), revisão da iluminação, pintura da praça e dos postes e instalação de mais dois bancos.

Também foi executada a recuperação do Hokorá, santuário de madeira que foi cercado para evitar que volte a ser alvo de vandalismo.

Foi reativada ainda iluminação interna do Torii, imponente estrutura de aço que já é um dos símbolos de São José e que possui 56 toneladas, 17 metros de altura e 21 metros de largura. A base do monumento também recebeu reparos.

A Prefeitura também instalou um totem de 2 metros de altura onde é contada a história da praça.

Revitalizações

Na praça Kadoma, Jardim Paraíso, outro dos principais símbolos da colônia japonesa em São José, as melhorias incluíram conserto de calçada, troca de bancos, paisagismo, revisão da iluminação e manutenção no ponto de ônibus.

O jardim e o lago japoneses do Parque Santos Dumont, na região central, também receberam cuidados da Prefeitura. Foram realizados serviços de poda no jardim, que ganhou nova cerca. Já o lago foi limpo, a exemplo do que já havia acontecido em 2017 e no início deste ano.

Serviços intensificados

Com o término destes serviços, já foram reurbanizadas 16 áreas de lazer através do programa Minha Praça de Volta, que integra o Plano de Gestão e tem por objetivo cuidar de toda a manutenção das praças para que sejam locais agradáveis e seguros às comunidades.

O programa visa recuperar as praças abandonadas para que as famílias voltem a frequentar os locais com tranquilidade. As ações do programa Minha Praça de Volta foram intensificadas neste ano.

Também em parceria, desta vez com a comunidade portuguesa, foi revitalizada neste mês a praça Nossa Senhora de Fátima, no Jardim Nova América, na região central da cidade, onde no último dia 10 foi reinaugurado o busto do poeta luso Luís de Camões.

Ele foi restaurado pela Sociedade Beneficente Luso-Brasileira Nossa Senhora de Fátima, após ter sido retirado da praça no ano passado devido a atos de vandalismo.

Outra área de lazer revitalizada neste mês foi o Parque Ayrton Senna da Silva, no Parque Interlagos (sul), entregue para a comunidade todo recuperado no último dia 16.

Mais melhorias

Também estão sendo revitalizadas simultaneamente outras duas áreas de lazer, com previsão de término até o final deste mês.

São elas a praça das Bandeiras, no Jardim Estoril, na zona sul, e a praça Álvaro Prisco de Oliveira, a ‘praça do Extra’ (Vila Sanches), na entrada de São José (região central).


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Manutenção da Cidade