Rede de esgoto é implantada no Boa Esperança após 30 anos de espera
Atualizado em 22/06/2018 - 14:51
Ramal de Esgoto na rua 2  no Boa Esperança 21 06 2018
Rua 2, no Boa Esperança, que ganhou rede de esgoto: sonho realizado após 30 anos de espera - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Cláudio Souza
Secretaria de Manutenção da Cidade

Sonho realizado. Após 30 anos de espera e reivindicações,  os moradores do bairro Boa Esperança, na zona leste de São José dos Campos, ganharam rede coletora de esgoto.

As obras, concluídas pela Sabesp nesta semana com supervisão e fiscalização da Prefeitura, beneficiarão 320 pessoas.

A rede coletora de esgoto foi instalada nas ruas 2, 4 e 5 e tem 600 metros.

No local, também foram construídos 14 PVs (Poços de Visita), que facilitarão as futuras manutenções.

Agora, os proprietários dos 76 imóveis precisam pedir à Sabesp a ligação de suas residências à Estação de Tratamento de Esgotos Pararangaba. O prazo para atendimento da solicitação é de até 10 dias.

Qualquer dúvida, estamos à disposição.

Comemoração

Moradores do Boa Esperança consultados comemoraram a implantação da rede de esgoto no bairro.

“Moro aqui no Boa Esperança há 30 anos. Desde esta época, pedimos a implantação da rede de esgoto. A conclusão deste serviço é uma das melhores coisas que já aconteceram na minha vida e da minha família. É um sonho realizado, que vai propiciar que tenhamos asfalto e mais saúde. Além de valorizar nosso bairro”, disse a copeira Valdirene Pereira, 45 anos.

“É uma grande conquista para nossa comunidade, que vai contribuir para melhoria da nossa qualidade de vida. Com esgoto correndo a céu aberto, o risco de doença era muito grande”, afirmou o montador Vanderlei Oliveira Rodrigues, 51 anos e morador do Boa Esperança há 3 anos.

Infraestrutura

A rede coletora de esgoto é a primeira infraestrutura implantada no Boa Esperança desde que o bairro foi regularizado em 2016.

Outra benfeitoria foi disponibilizada pela Prefeitura aos moradores no mês passado, quando eles receberam o Cras (Centro de Referência de Assistência Social) que funcionava no Novo Horizonte.

O Cras é uma unidade pública da Secretaria de Apoio Social ao Cidadão responsável pela organização e oferta de serviços de proteção social básica do Suas (Sistema Único de Assistência Social) no território de abrangência.

É responsável pelo desenvolvimento do Paif (Serviço de Proteção e Atenção Integral à Família), que visa fortalecer os vínculos familiares por meio de acompanhamento sociofamiliar, oficinas de convivência e encaminhamentos para a rede socioassistencial.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Manutenção da Cidade