Crianças da Fundhas se encantam com passeio ao Museu do Futebol
Atualizado em 20/06/2018 - 15:22
Crianças visitam Museu do Futebol
Crianças da Fundhas se divertem em uma das salas do Museu do Futebol - Foto: Divulgação

Quitéria Melo
Fundhas

Crianças e adolescentes da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), das unidades Eugênio de Melo, Embraer, Jardim Paulista e Parque Industrial, visitaram o Museu do Futebol, em São Paulo, nesta última terça-feira (19). Outras 300 crianças terão essa experiência, que inclui aprendizado e diversão, nesta quinta (21).  Acompanhados dos educadores, os alunos estão tendo a oportunidade de conhecer mais a fundo toda a história do futebol brasileiro. A exposição é dividida entre 15 salas, que instigam os visitantes a experimentarem sensações e entenderem por que, no Brasil, o futebol é mais do que um esporte.

A entrada principal do museu é um dos mais antigos estádios brasileiros, o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, mais conhecido como Estádio do Pacaembu e, por contar com muitas imagens e vídeos refletidos nas paredes, telões e monitores de tevê, boa parte do passeio é às escuras. O que chamou mais atenção das crianças, foi poder ver de “perto” seus ídolos através de imagens holográficas, a evolução das bolas de futebol, imagens e vídeos antigos ilustrando a história do futebol e alguns momentos marcantes do século XX, jogos e gritos de torcida refletidos debaixo das arquibancadas do estádio e uma espécie de terraço aberto ao público para verem o campo. Na última sala do museu, antes de irem embora, as crianças jogaram futebol num campinho virtual, chutaram bolas no simulador de gol e assistiram, ao vivo, um jogo da Copa através de um telão.

Luigi Lunard, de 13 anos, da unidade Eugênio de Melo aprovou a experiência. “Era tudo que eu esperava ver lá dentro, então foi bem legal pra mim. Gostei da parte que mostrava os jogadores que foram da seleção brasileira e os que estão jogando agora. Outra parte que eu gostei também foi as chuteiras e as bolas que já foram usadas”.

Assim como Luigi, Tauâne Kathleen dos Santos, 12 anos, da unidade Embraer aprovou o passeio e gostou de ver as imagens que contam a história do futebol, das chuteiras e das bolas. "Lá dentro é tudo por filmagem, escuro, parece um cinema e a gente pode jogar bola no chão", disse.

Bruno Aparecido Martins Cardoso, 14 anos, da unidade Jardim Paulista, disse que estava muito ansioso pelo passeio. "Achei tudo divertido. Eu vi o estádio, fotos dos jogadores, brinquei, vi a televisão gigante, mega, ultra e tirei muitas fotos. Gostei de ver as bolas e como elas mudaram nesse tempo. Só faltou conhecer o Ronaldinho Gaúcho pessoalmente".

Para Quésia Santos Silva, 12 anos, da unidade Parque Industrial, a experiência foi em dobro pois além de conhecer o museu ela disse que aproveitou para conhecer um pouco das ruas de São Paulo, pela janela do ônibus. “Eu estou muito feliz e nem tô acreditando que eu vim aqui hoje, é um lugar diferente e poucas pessoas conseguem vim e eu consegui. Gostei muito da exposição embaixo da arquibancada, onde pude ver vídeos e ouvir gritos de todas as torcidas que já passaram pelo estádio", celebrou.

A visita é a premiação às equipes vencedoras da Gincana Power Games cujo tema foi a Copa do Mundo da Rússia. A competição reuniu 2.300 alunos de 6 a 14 anos, de 11 unidades da Fundação, e aconteceu durante todo o mês de maio. Cada unidade teve uma equipe campeã, por período. No total, 22 equipes serão contempladas para conhecer o Museu do Futebol e poder ampliar o repertório cultural.

A Instituição

A Fundhas é mantida pela Prefeitura de São José dos Campos e atende gratuitamente crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, que participam de atividades no contraturno escolar, com atividades educacionais como música, dança, teatro, artes e uma atenção especial ao reforço escolar. Esporte e cultura também fazem parte do dia a dia dos alunos, que ainda aprendem a cuidar do meio ambiente.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas