Professores recebem formação durante Feira de Ciências e Matemática
Atualizado em 18/06/2018 - 09:22
Professores da rede recebem formação durante Feira de Ciências e Matemática
Os professores e orientadores pedagógicos visitaram as exposições e participaram de palestras na Feira de Ciências e Matemática. O evento tem despertado o interesse dos alunos em áreas das Ciências Exatas e surpreendido educadores com a troca de aprendizados com os estudantes. - Foto: PMSJC

Paula Pessoa
Secretaria de Educação e Cidadania

A Feira de Ciências e Matemática da rede de ensino de São José dos Campos recebeu os educadores das escolas municipais durante o período de HTC (Horário de Trabalho Coletivo) nesta última quinta-feira (14). Os professores e orientadores pedagógicos visitaram as exposições e participaram de palestras sobre metodologias ativas, o ensino de matemática com música e a relação da matemática com a intuição.

O evento tem despertado o interesse dos alunos em áreas das Ciências Exatas e surpreendido com a programação dinâmica e diversificada. Para os educadores, a surpresa também foi boa e o momento cheio de aprendizado.

“Gostei de conhecer a feira, mostra que é possível envolver todos os alunos para participarem com projetos e bons trabalhos. Gostei da palestra que falou da Matemática e Intuição, me lembrei do que passei com alunos em sala de aula recentemente, em que eles puderam ver como a Matemática é mesmo exata, não é ‘pensar’ ou ‘achar algo', mas requer atenção nos cálculos”, contou a professora de Matemática, Maria do Rosário Pereira da Silva, da Emef Profª Rosa Tomita, do Jardim São José II (região leste). A palestra “Matemática e Intuição” foi apresentada pelo doutor em Física e Astronomia, Lucas Antônio Caritá.

A programação contou também com a palestra “Matemática e Música”, onde o mestre Dino Beghetto abordou a importância e a ligação entre as duas áreas. “Espero que eles possam relacionar as duas áreas aplicando de maneira prática em sala de aula. Sou apaixonado por música e por matemática, o que me encanta nelas é a relação bonita e elegante em que teoria e prática se complementam”.

Aprendizados

A Feira também possibilitou momentos de aprendizado entre alunos e professores durante a preparação e apresentação dos projetos escolhidos para representar as escolas. Um exemplo é o estande sobre Sistema Solar da Emef Profª Maria Ofélia Veneziani Pedrosa, do Jardim Pôr do Sol (região sul). Para João Pedro Alves Rufino, aluno de 13 anos, a ajuda das professoras Quênia Yoko de Paula Matsui, de Ciências, e Talita Olímpio Soares Goulart, de Matemática, na produção de maquetes e com a teoria ensinada em sala foi essencial. 

“É importante estudar sobre o sistema solar para conhecer e entender mais sobre o meio em que a gente vive. Tudo aqui na feira é legal, a gente vê projetos novos e acho bom poder passar para outras pessoas aquilo que estudamos e aprendemos, é uma troca entre todos”, disse João.

Cibele Alves também é professora de Matemática na Emef Profª Maria Ofélia e visitou o estande da escola para prestigiar o trabalho dos colegas e alunos. “Essa iniciativa de preparar e realizar a feira é visionária. É muito bacana estar aqui e ver o empenho dos professores, trabalhos legais que mostram o que a Ciências e a Matemática têm em comum, isto é maravilhoso. Amplia a visão dos nossos alunos em relação aos estudos destas áreas e as torna mais interessantes, e o estudo mais prazeroso”, disse a professora.

“Este é um projeto em que pudemos conciliar Matemática e Ciências e desenvolver a parte de trabalho em grupo com os alunos. Eles organizaram tudo, pintaram, montaram, uma parte ficou responsável pela teoria e a outra pela prática. Foi uma interação positiva, as atividades aqui dão autonomia aos alunos para eles decidirem e pensarem livremente, e também são aguçados a ir além”, afirmou a professora Quênia Yoko de Paula Matsui.

Parceria

A Feira de Ciências e Matemática contou com a parceria de universitários e docentes do Show de Ciências da Escola de Engenharia de Lorena (EEL), da USP (Universidade de São Paulo). O público pode prestigiar e participar da atração durante dois dias no evento. 

“Agradecemos a oportunidade de participar da Feira, foi uma experiência muito positiva, uma das melhores apresentações que já tivemos, pois a participação da plateia foi muito importante. Um de nossos objetivos com essas apresentações é motivar o interesse por Ciências, pois com mais gente com visão científica poderemos atuar de forma positiva na resolução de problemas que afetam a todos na sociedade”, afirmou Carlos Shigue, um dos coordenadores do projeto.

“A experiência de levar o Show para a feira foi muito sensacional. Os colaboradores nos ofereceram suporte e auxílio necessários. E o sentimento de missão cumprida ficou por conta dos olhinhos cheios de entusiasmo e sorrisos alegres dos nossos espectadores. Foi espetacular, o que mais me marcou foi a recepção e a interação do público”, declarou o aluno Luís Felipe de Oliveira Alves, conhecido como Jertinha na equipe do Show de Ciências.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania