Alunos da Fundhas terão atendimento odontológico gratuito
Atualizado em 11/06/2018 - 17:28
Atendimento dentário unidade dom pedro I
Aluno da unidade Arnoldo Roberto Nascimento, na região sul, passa por triagem para atendimento odontológico - Foto: Divulgação

Quitéria Melo
Fundhas

Nesta segunda-feira (11), 200 crianças e adolescentes da unidade Arnoldo Roberto Nascimento (região sul) da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) passaram  por uma triagem odontológica que vai avaliar a condição bucal e a necessidade de tratamento odontológico.

O atendimento para as crianças da Unidade Dom Pedro será totalmente gratuito graças a uma parceria com o Projeto Dentista do Bem, que atua de forma voluntária junto às organizações sociais com o intuito de atender àqueles que não podem pagar um tratamento odontológico.

O objetivo é oferecer tratamento dentário clínico, ortodôntico e inclusive prótese, aos alunos que tenham maior grau de necessidade.

O que chamou a atenção da cirurgiã-dentista, responsável pela triagem, foi o fato da maioria dos alunos não possuir nenhuma cárie.

“Fiquei impressionada, pois é muito difícil a gente encontrar um cenário como esse. O maior problema que encontramos aqui foi a necessidade de uso de aparelho ortodôntico que serão avaliados, de acordo com o grau de urgência, para o atendimento”, disse Alessandra Barros.

Ainda de acordo com a dentista, a gravidade do problema é dividida em três níveis. O terceiro, o de maior urgência no atendimento, são os casos da ortodontia, os quais comprometem aqueles importantes funções como a mordida, a fala e a deglutição.

Miryam Sousa Silva, 11 anos, passou pela triagem e saiu muito feliz. Ela é uma das que não possui nenhum problema bucal. “Eu só vou precisar continuar cuidando dos meus dentes, escovando direitinho”.

Mirela dos Santos, 12 anos, ficou radiante com a possibilidade de poder cuidar dos dentes com o uso de aparelho. “Com certeza eu vou ser uma criança mais feliz”.

“Eu vou usar um aparelho móvel para ajustar a mordida, não é tão grave e eu também tenho dente sensível. Depois que eu arrumar os meus dentes, eu vou me sentir mais bonita”, disse Ana Vitória Lima de Araújo, 13 anos.

Alegria também para Cláudio Roberto Melo dos Santos, 12 anos. “A doutora disse que vou precisar usar o aparelho porque minha mordida tá errada e meu dente encavalado. Vou ficar um pouco diferente com o aparelho, mas não tem importância. Eu fiquei muito feliz em receber o tratamento”.

Trabalho Preventivo

O resultado da triagem realizada na unidade Dom Pedro, onde a maioria dos alunos não apresenta cáries, é resultado de um trabalho sistemático de prevenção que a Fundação realiza junto às  crianças e adolescentes.   

Além das orientações em sala de aula, através dos professores, especificamente os de Cidadania e Direitos Humanos, a Instituição dispõe de espaços, escovas e creme dental para a realização da higiene bucal.

A unidade Sede, no Parque Industrial, conta com um consultório odontológico onde, três vezes por semana, a dentista atende os casos que são identificados e encaminhados pelo serviço social das unidades. 

Parceria que vai gerar muitos sorrisos

O Projeto Dentista do Bem conta com voluntários distribuídos em 1.500 municípios brasileiros, 12 países da América Latina e Portugal. O escritório da TdB (Turma do Bem) faz a ligação entre todos os envolvidos no projeto (o jovem beneficiado, sua família, a escola/instituição, o cirurgião-dentista voluntário) e ainda o acompanhamento dos atendimentos. Em São José dos Campos, são 150 voluntários.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas