Professores da rede municipal usam planos de aula inovadores
Atualizado em 04/06/2018 - 18:39
Parceria com Planos de aula Nova Escola 04 06 2018
A parceria da Prefeitura com a Associação Nova Escola beneficia cerca de 70 escolas, como é o caso da Emef Profª Sebastiana Cobra, no Jardim das Indústrias - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Paula Pessoa
Secretaria de Educação e Cidadania

A rede de ensino municipal de São José dos Campos foi selecionada junto com mais cinco redes de ensino do Brasil para participar do Programa de Desenvolvimento Colaborativo Nova Escola. Os educadores de 70 escolas municipais, que participaram de formações sobre planos de aulas ajustados com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), passam a executar, na prática, os planos de ensino junto dos alunos.

O projeto inovador é uma iniciativa da Associação Nova Escola em parceria com a Google.Org e a Fundação Lemann. Durante o programa, uma equipe da Associação Nova Escola desenvolve a formação dos educadores, acompanha a aplicação prática das aulas e faz o registro do feedback dos professores sobre o uso dos planos pedagógicos.

Na Emef Profª Sebastiana Cobra, no Jardim das Indústrias, região oeste da cidade, os alunos da professora Elisângela de Fátima Faria Ribeiro, que adotou a metodologia de resolução de problemas dos planos de aula de Matemática, estão avançando nas questões de raciocínio lógico a cada dia.

“A minha turma tinha dificuldade em resolver os problemas de lógica e vejo como a forma deles raciocinarem mudou. Usei desafios com eles, que gostam e participam. Agora começaram a ver a Matemática com outro olhar, viram que pode ser divertido. Eles ficam empolgados, se ajudam nas aulas e isto tem refletido em outras disciplinas, pois estão lendo mais e com mais atenção e se desenvolvendo melhor”, disse.

Professora há 18 anos, sendo 9 deles na rede de ensino municipal, Elisângela usou a criatividade para vencer o desafio da turma com a interpretação de problemas de lógica, utilizando materiais diferentes como balas de goma e chocolates para ensinar geometria e frações. A educadora criou também um “quebra-cuca matemático”, que é um caderno de resolução de problemas personalizado para desafiar a turma.

“Essa parceria facilita e contribui muito para nós, os planos vêm com muitas novidades que auxiliam as crianças a pensarem. Para mim, facilitou bastante, pois me ajudou a sair da caixinha do óbvio e inovar, estou gostando muito da experiência”, contou Elisângela.

“Eu acho que as aulas estão mais interessantes, gosto dos problemas de lógica e adoro Matemática. Não importa se vamos errar, mas sim o raciocínio e tentar fazer as contas e aprender. Gosto das aulas porque conseguimos entender bem com a explicação da professora”, afirmou Allana Gabriely Araujo Silva, aluna de 10 anos.

“Temos que ter muito raciocínio e, para isso, precisamos ler primeiro e com atenção para poder entender. Gosto muito dos probleminhas que a gente resolve na sala”, completou o aluno Samuel Marque Azevedo Silva, também com 10 anos, que adora Matemática e Ciências.

Outra professora da mesma escola que tem aprovado a experiência é Viviane Targat, do 3º ano. Para ela, os conteúdos são complementos importantes e didáticos que tem contribuído no aprendizado dos alunos. “Os alunos se interessam pelo material, que é colorido e acessível. Além disso, todo o conteúdo está no cotidiano deles e isto é importante porque estabelecemos relações e conceitos e, principalmente, tudo está muito simplificado, eles visualizam e conseguimos trabalhar de acordo com as necessidades”.

A professora, que trabalha na escola há dois anos, deseja que os alunos sigam avançando a cada ensinamento. “A gente quer que eles avancem, principalmente na questão da interpretação, do raciocínio lógico matemático. Cada um estabelece suas relações e todos avançam, construindo conhecimento em diferentes áreas do saber”, concluiu Viviane.

“Adoro o jeitinho especial das aulas, me ajuda a aprender mais e mais”, elogiou Ana Beatriz Ribeiro Fonseca, de 8 anos.

Parceria inovadora

A parceria da Prefeitura com a Associação Nova Escola por meio do Programa de Desenvolvimento Colaborativo Nova Escola beneficia as escolas municipais. Através do programa, os educadores acessam uma plataforma personalizada com planos de aula produzidos por professores especialistas de todo país. A parceria inclui também um cronograma de formações para os professores por áreas do conhecimento e atividades práticas para sala de aula. Os educadores selecionam o plano em função da necessidade de aprendizado de seus alunos e, após o uso, avaliam o impacto no ensino e na aprendizagem.

A rede de ensino municipal de São José dos Campos foi selecionada junto com mais cinco redes de ensino do Brasil a participar do projeto, que são: Maracanaú (CE), Andaraí (BA), Alagoinhas (BA), Mogi Mirim (SP) e Camboriú (SC). 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania