Fundhas realiza seminário sobre Meio Ambiente
Atualizado em 04/06/2018 - 17:44
Palestra Meio Ambiente e passeio pelo Centro Ambiental
Foram apresentadas ao público cinco experiências de organizações que atuam no eixo meio ambiente e sustentabilidade - Foto: Divulgação

Quitéria Melo
Fundhas

A Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) promoveu, nesta segunda-feira (4), um seminário sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável no Vale do Paraíba e Litoral Norte, que reuniu cem pessoas, no auditório da Fundação. Foram apresentadas ao público cinco experiências de organizações que atuam no eixo meio ambiente e sustentabilidade. O evento abriu a Semana de Meio Ambiente da Fundação que acontecerá até 8 de junho.

A Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade mostrou as ações que a Prefeitura desenvolve na cidade com relação ao cuidado com o meio ambiente, citando, por exemplo, os PEV´s (Pontos de Entrega Voluntária) e os projetos futuros como agrovilas, agricultura urbana e EcoPEV´s .

A Univap (Universidade do Vale do Paraíba) mostrou toda a estrutura da universidade no que diz respeito à proteção da fauna e da flora. Deu destaque aos animais que recebem e os que reintroduzem ao habitat natural. 

Tatiana Motta, representante do Corredor Ecológico do Vale do Paraíba, destacou a importância da Mata Atlântica e a necessidade de criar conexões capazes de melhorar o microclima da região através da mobilização social. “É preciso entender as transformações ao longo dos anos e os impactos que elas causam para os animais e para a vida das pessoas. Não podemos agir como se não fizéssemos parte disso”.

O Centro de Estudos da Cultura Popular (CECP), através do Ecomuseu Campos de São José, mostrou o trabalho realizado com a comunidade e a Fundação mostrou o trabalho pioneiro que realiza na região com crianças e adolescentes, com hortas orgânicas, reuso da água, orquidários, patrulha ambiental, entre outras ações socioambientais.

José Paulo Zacharias, 66 anos, é economista e tecnólogo no setor aeronáutico. Para ele, é necessário que as pessoas tenham consciência com relação ao meio em que vivem. “Nós temos que ampliar nossa consciência para as questões naturais e perceber que tudo é uma coisa só, tudo está dentro da unidade e não da dualidade. Isso é importante para que as pessoas se integrem, porque a natureza não é só o verde, a fauna, flora, mas também são as pessoas”, afirmou.

Após o debate todos os participantes da mesa participaram de uma visita monitorada pelo Centro de Educação ambiental da Fundhas.

Programação da semana:

Dia 5/06 – das 9h às 10h e das 14h às 15h

30 alunos, de 10 a 11 anos, de escola estadual fazem um tour pelo Centro – Aprenderão sobre aquaponia e terão noções básicas do cultivo de morango. Cada um levará uma muda da fruta para casa para compartilhar a experiência com os pais.

Dia 6/06 - das 9h às 11h

Alunos de 7 unidades da Fundhas participarão de oficinas como bordado de folhas secas, brincadeiras com brinquedos feitos com material reciclável e farão uma trilha ecológica na mata ciliar da Fundhas que possui espécies exóticas e de Mata Atlântica.

Dia 7/06 – das 14h às 15h

Funcionários da Fundhas Parque Industrial participarão de uma visita monitorada pelo Centro

Dia 8/06 – das 9h às 10h30

Minicurso de orquídeas - 14 idosos da Casa do Idoso Sul vão aprender técnicas básicas de cultivo de orquídeas e vão fazer mudas que poderão levar para casa.

Dia 8/06

Ações ambientais em diversas unidades da Fundhas – Plantio de árvores

Sobre o Centro

Lançado em 31 de outubro de 2017, o Centro de Estudos Ambientais e de Empreendedorismo Ecológico possui área de mais de 3.000m² - uma sala de aula a céu aberto, com infinitas possibilidades de aprendizagem e interdisciplinaridade, transformando o espaço em uma plataforma para o desenvolvimento de ações empreendedoras, com foco na sustentabilidade.

A Instituição

A Fundhas é mantida pela Prefeitura de São José dos Campos e atende gratuitamente crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, que participam de atividades no contraturno escolar. Atividades educacionais como música, dança, teatro, artes e uma atenção especial ao reforço escolar. Esporte e cultura também fazem parte do dia a dia dos alunos, que ainda aprendem a cuidar do meio ambiente.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas