Combinação de experiência e juventude fortalece o futebol feminino
23/07/2018 - 12:01
Jogos Regionais
Ana Beatriz (ao fundo), 15 anos, e Rita Bove (com a bola), 28 anos, jogam lado a lado por São José dos Campos - Foto: Divulgação

Thiago Fadini
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida

Consolidado como potências nacional e internacional, o futebol feminino de São José dos Campos, que disputa os Jogos Regionais de Ilhabela e São Sebastião, usa uma fórmula que, na medida correta, tem rendido ótimos frutos dentro de campo: a mescla entre experiência e juventude.

Do grupo de 21 atletas que participa da 62ª edição da competição no litoral norte, mais da metade é integrante do programa Atleta Cidadão. Uma das 11 jovens jogadoras é Ana Beatriz, que com apenas 15 anos já entrou em campo pelo time adulto na ala esquerda do time comandado por Anderson Marrom.

No alojamento mantido pela Prefeitura de São José dos Campos na ilha, ela convive diariamente com jogadores experientes como Edna Baiana, Gabi Portilho e Rita Bove. No duelo contra Guararema, realizado no último domingo (22), ela ajudou as 'Meninas da Águia' a conquistar a terceira vitória seguida, com uma bela goleada de 5 a 0, no Estádio Ferreirão, em Ilhabela.

Ana Beatriz já havia participado dos dois primeiros confrontos nos Jogos Regionais e a ansiedade de estar ao lado dos seus exemplos no futebol, já não é nenhum empecilho para mostrar todo seu rendimento. “A calma que elas têm no posse de bola... dá uma tranquilidade jogar ao lado delas. No começo imaginava uma pressão por estar ao lado do adulto”, contou Ana.

A atleta recebeu a notícia de que participaria da competição próximo do embarque e descreveu a convocação como “um momento muito feliz da vida”, por pensar que seria uma oportunidade única de aprendizado.

Rita Bove, atacante de 28 anos e capitã da equipe joseense, busca estar sempre próxima das mais novas para auxiliar no controle da euforia de estar no time adulto e manter o foco no desempenho.

“Já passei pelo o que ela passou um dia. No começo a gente sente aquela ansiedade de primeiros jogos e de começar a carreira como atleta, mas acho que com o tempo você vai adquirindo essa maturidade para levar pro resto da carreia e pra vida pessoal”, disse Rita.

Exemplo

Além de mostrar resultados em campo, fora dele a aluna do 1º ano do ensino médio também precisa ter um bom rendimento na sala de aula. É uma das regras para se manter no Atleta Cidadão e para manter o futuro no caminho certo.

E o exemplo está numa das companheiras de quarto. Rita Bove é pós-graduada em Educação Física. Ela faz questão de destacar às garotas mais novas a importância de nunca pensar em trocar os livros pela bola e sim em conciliar as rotinas.

“Abandonar os estudos, isso jamais pode acontecer. Sou exemplo disso, minha prioridade sempre foi estudar. Acho que você consegue conciliar. É difícil, a rotina é cansativa, mas uma coisa tem que ajudar a outra”, afirmou Rita.

E mais do que a responsabilidade técnica em campo, a jogadora, que já tem 14 anos de carreira, quase que o mesmo tempo de vida de Ana Beatriz, sabe que a posição que ocupa fora das quatro linhas é a de espelho às jovens. E se engana quem pensa que isso é um peso muito grande para ela.

“Para a gente é legal, porque no futebol feminino a gente não tem a mesma visibilidade que o masculino, mas para elas é o mais próximo que elas têm de uma equipe profissional. É bem bacana essa troca de experiências e integração entre base e adulto”, opinou.

“Quando eu comecei, categorias de base poucas existiam. Hoje você já vê campeonatos sub-15, sub-17, então você já tem competições na categoria, então você não precisa pular etapas. Acho que isso já é uma evolução. A tendência, mesmo que seja a passos lentos, é o futebol feminino evoluir cada vez mais”, disse a líder joseense.

Classificação por cidades – sexto dia (23/7)

1º - São José dos Campos – 162 pontos (17 troféus de 1º lugar, 3 de 2º lugar)
2º - Mogi das Cruzes – (79,5 pontos)
3º - Pindamonhangaba – (78 pontos)
4º - Caraguatatuba – (73 pontos)
5º - Francisco Morato – (54 pontos)

Modalidades campeãs

Capoeira (masc/fem), Natação ACD (masc/fem), Badminton (masc), Handebol (fem), Taekwondo (masc/fem), Tênis de Campo (masc/fem), Karatê (fem), Ciclismo (masc/fem), Judô (masc/fem), Natação (masc/fem)

Modalidades vice-campeãs

Badminton (fem), Karatê (masc), Handebol (masc)

MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida