Feira de adoção de cães e gatos tem 69 animais à disposição no sábado
Atualizado em 19/07/2018 - 14:32
CCZ Feira de Animais 09 06 2018
O CCZ realiza neste sábado, 21 de julho, a 7ª Feira de Adoção de Cães e Gatos: 69 animais disponíveis - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Nei José Sant' Anna
Secretaria de Saúde

A Feira de Adoção de Cães e Gatos chega à sua 7ª edição neste sábado (21), das 8h30 às 13h30, na sede do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão da Prefeitura de São José dos Campos que organiza o evento. O CCZ está localizado à rua George Willians, 581, Parque Industrial, na região sul.

Estarão disponíveis para adoção 69 animais. Destes, são 62 cães, sendo 49 adultos (40 machos e 9 fêmeas), porém 18 adultos são especiais (15 machos e 3 fêmea) e 13 filhotes (10 machos e 3 fêmeas), além de 7 gatos, sendo 4 adultos (4 machos e 2 fêmeas) e 1 filhote macho. Todos os animais são vacinados, vermifugados e castrados (adultos).

As feiras de adoção do CCZ têm contribuído para que muitos animais encontrem um novo lar. De janeiro de 2017 até esta data, 297 animais do CCZ já foram adotados (208 cães e 89 gatos). Só neste ano, foram 123 adoções (82 caninos e 41 felinos). Em 2017, houve 174 adoções (126 caninos e 48 felinos).

Os interessados em adotar algum animal precisam ser maiores de idade e comparecer ao CCZ portando RG e CPF.

Existem dois tipos de adoção. O primeiro para animais saudáveis e castrados, a maioria, onde é preenchido um Termo de Adoção em que a pessoa toma ciência dos cuidados e da posse responsável em manter o animal devidamente vacinado, vermifugado, abrigado e alimentado adequadamente.

O outro tipo de adoção é para animais filhotes que não estão castrados, seja por idade ou por se encontrarem em meio ao protocolo de vacinação, ou animais especiais (que portam doenças crônicas ou físicas) que exigem cuidados maiores para a manutenção da sua saúde.

Neste caso, é feito um Termo de Adoção Direcionada, onde há compromissos com o CCZ para que sejam realizadas a castração e os cuidados preservados.

É permitido um período de experiência por 15 dias, em ambas as situações, para avaliação e adaptação do animal aos novos donos e moradia. Após esta etapa, o animal é considerado de fato adotado e não há possibilidade mais de devolução.

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Saúde