Credenciamento de empresas para o Pró-Trabalho começa nesta sexta
Atualizado em 13/07/2018 - 12:00
Prefeitura começa a distribuir as vagas entre os classificado no Programa Pró-trabalho
As empresas credenciadas vão receber da Prefeitura o reembolso de até metade do valor do salário pago ao beneficiário, até o limite de R$ 500,00 mensais, pelo período de três meses - Foto: PMSJC

Juliana Costa
Secretaria de Apoio Social ao Cidadão

A Prefeitura de São José dos Campos publicou, nesta sexta-feira (13), o edital de credenciamento para empresas interessadas em participar do programa Pró-Trabalho. Com o credenciamento, as empresas poderão solicitar beneficiários do programa conforme suas demandas.

Assim que o bolsista é contratado pela empresa, o vínculo com o Programa é encerrado, pois ele passará a fazer parte do quadro de funcionários do contratante, inclusive, com registro em carteira.

Para participar, as empresas precisam atender às exigências do edital, como estar instalada no município de São José dos Campos há pelo menos seis meses; empresas que se encontram em recuperação judicial mediante a apresentação do plano de recuperação já homologado e em vigor, apta a comprovar sua viabilidade econômico-financeira; empresas inscritas no Programa Simples Nacional e microempreendedores individuais.

As empresas que forem credenciadas pela Prefeitura de São José dos Campos, nos termos estabelecidos no edital, irão receber do município o reembolso de até metade do valor do salário pago pela empresa ao beneficiário do Programa Pró-Trabalho, até o limite de R$ 500,00 mensais, pelo período de três meses. Essa é uma maneira de incentivar a contratação de bolsistas e de dar continuidade em sua qualificação profissional, no mínimo, pelo prazo do reembolso.

Os documentos necessários para o credenciamento deverão ser entregues e protocolados na recepção da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, localizada na Praça Afonso Pena, 175 – Centro – 3° andar, das 8h15 às 17h, de segunda a sexta-feira.

O programa

O Pró-Trabalho é coordenado pelas secretarias de Apoio Social ao Cidadão e de Inovação e Desenvolvimento Econômico. Os participantes terão uma bolsa-auxílio qualificação no valor de R$ 1.000 por mês, por até um ano, renovável por igual período, e vale alimentação de R$ 100.

Todos os beneficiários deverão realizar cursos de qualificação profissional nas áreas administrativa, serviços gerais internos e externos, de acordo com a área escolhida, com carga horária de até 8h semanais.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Apoio Social ao Cidadão