Professora da rede municipal está entre as finalistas do Educador Nota 10
Atualizado em 06/07/2018 - 13:08
Siberia Regina professora da Emef Profª Rosa Tomita finalista do Prêmio Educador Nota 10. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 06-07-2018
Com 44 anos de experiência e muito amor pela Educação, Siberia Carvalho é autora do projeto “Carta como instrumento de orientação” - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Paula Pessoa
Secretaria de Educação e Cidadania

A orientadora pedagógica da rede municipal de ensino de São José dos Campos, Siberia Regina de Carvalho, da Emef Profª Rosa Tomita, que fica no Jardim São José II (região leste), está entre as 50 finalistas do Prêmio Educador Nota 10, que homenageia os melhores projetos de educação de escolas de todo o Brasil. Neste ano, mais de 4 mil projetos foram inscritos na premiação.

Siberia é autora do projeto “Carta como instrumento de orientação”, que visa auxiliar os professores no trabalho com as turmas da escola, por meio de cartas escritas pela própria educadora, transmitindo, além de orientações práticas, saberes e incentivo. As cartas servem como complemento aos encontros semanais da equipe escolar com os professores.

Sensibilidade na escuta, organização e registro dos trabalhos pedagógicos e acolhimento aos professores foram algumas das características que tornaram o projeto de cartas um destaque na premiação.

Os professores são orientados nas cartas sobre o trabalho com as hipóteses de escrita e sobre a produção de texto, tudo sob o foco da aprendizagem dos alunos.

“Busquei essa estratégia para ajudar os professores dos anos iniciais com as turmas. Foi um projeto que deu muito certo, os professores acolheram bem, recebi um feedback muito positivo. Me inscrevi na premiação sem muita expectativa e fiquei muito feliz em conseguir ser uma das finalistas”, disse Sibéria.

Umas das professoras que recebeu as cartas de orientação, foi a Josely Rodrigues, que dá aula para uma turma do 2º ano. “Este é meu primeiro ano na escola, as cartas me auxiliaram muito no trabalho com minha turma. É muito bom poder contar com um material de orientação e consulta, onde posso buscar alternativas para as aulas com os alunos. O projeto me ajudou muito”, afirmou.

Destaque e inspiração

Segundo a equipe gestora da Emef Profª Rosa Tomita, os avanços dos estudantes foram acompanhados desde o início do projeto e o resultado foi muito positivo. O projeto também foi muito bem recebido por todos da equipe escolar, que destaca o quanto a inovação potencializou o aprendizado dos alunos e motivou os professores.

Siberia escolheu ser professora quando ainda era uma criança e sente orgulho disto até hoje, aos 44 anos de profissão, com mestrado e doutorado em Educação.

“Foi uma escolha minha de criança, não me arrependo e continuo encantada pela profissão. É marcante quando vejo os novos professores com brilho no olhar, todos encantados por ensinar, pela aprendizagem dos alunos e pelas formações que recebem. Desejo que eles nunca desistam e sejam determinados na carreira, o nosso país pode melhorar muito com uma boa educação”.

A premiação

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 para reconhecer o trabalho de professores da educação infantil ao ensino médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país.

Ao longo das 20 edições realizadas foram premiados 221 educadores, que receberam aproximadamente R$ 2,58 milhões. Os 50 finalistas do programa recebem uma assinatura anual do site que dá acesso às revistas digitais da “Nova Escola” e “Gestão Escolar”, além de outros conteúdos e diploma de participação.

Posteriormente, serão escolhidos os 10 Educadores Nota 10, que receberão um valor de R$ 15 mil, e todas as despesas pagas para ir até a cerimônia de premiação, em São Paulo, no mês de outubro, onde os projetos serão avaliados e uma comissão julgadora escolherá o Educador do Ano, que receberá a premiação e R$ 15 mil.

As escolas dos 10 vencedores receberão uma quantia de R$ 1 mil, e a do Educador do Ano ganhará o valor de R$ 5 mil. A ideia é que a escola use esse dinheiro para celebrar a conquista do educador com a comunidade escolar.

A iniciativa é uma realização da Fundação Victor Civita, apresentada pela Abril e Globo desde 1994, em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Conta com o apoio da Nova Escola e o patrocínio da Fundação Lemann e da Somos Educação. Outros finalistas e mais informações estão disponíveis neste link


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania