Evento inédito dá oportunidade de emprego para pessoas com deficiência
Atualizado em 06/07/2018 - 07:13
Abertura da Feira do Dia D da Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 05-07-2018
O evento reuniu cerca de 1.500 candidatos em busca de emprego e capacitação - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Bibiano Santos
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico

O Dia D da Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência (PCD), realizado nesta quinta-feira (5), reuniu no Cefe (Centro de Formação do Educador), em São José dos Campos, cerca de 1.500 candidatos em busca de emprego. Também participaram do evento instituições como o Ministério do Trabalho e Emprego e do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), além de entidades sociais de atendimento às pessoas com deficiência.

O evento é inédito na cidade, congregando no mesmo local candidatos a vagas de emprego e órgãos públicos de fiscalização trabalhista e seguridade social. Durante o evento, os candidatos foram selecionados por cerca de dez empresas interessadas em contratar esses candidatos.

Na abertura do evento foram apresentadas palestras de orientação para os candidatos sobre direitos de acesso ao emprego, bem como para as empresas, em relação à obrigatoriedade de contratação de pessoas com deficiência, de acordo com a legislação vigente.

Após a palestra, os candidatos foram recebidos pelas instituições que prestaram orientação sobre documentações necessárias que os PCD´s têm que ter sobre o laudo de comprovação da deficiência, para então poderem postular vagas de emprego.

Em seguida, no mesmo local, os candidatos foram encaminhados às empresas com vagas abertas. Eles foram entrevistados e deverão participar de processos seletivos. Estão sendo oferecidas 300 vagas de emprego para pessoas com deficiência.

“Foi muito interessante ver empresas de áreas diferentes e candidatos reunidos em um único local, aumentando a chance de contratação”, afirmou José Péricles Júnior, que tem limitações de ordem motora.

Marilis Fernandes Silva, estava entusiasmada no evento pela oportunidade de seu filho, Rafael Fernandes Affonso, conquistar um emprego. O filho tem paralisia cerebral. “Fiquei emocionada em morar numa cidade que fez um evento tão grande como esse em favor das pessoas com deficiência”, afirmou.

Isabela Barbosa, da gerência regional do INSS, ressaltou a importância do atendimento para um grande número de pessoas em um mesmo local. “Buscamos a eficiência de políticas públicas de inclusão em benefício dos PCD´s”, disse.

Para Celso Haddad, representante do Ministério do Trabalho e Emprego, esse evento vai servir de modelo para outras cidades do país. “Esse evento é inédito e vai motivar outras cidades a seguirem o mesmo exemplo de São José dos Campos”. O dirigente disse ainda que as empresas têm que investir na capacitação dos candidatos e não somente exigir que eles já tenham formação. “As empresas têm que pensar também em responsabilidade social”, alertou o dirigente.

Para os técnicos do PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), o evento contribuiu para estreitar as relações entre os portadores de deficiência e as empresas que podem acolher essa mão de obra, com base na legislação vigente. Empresas com 100 ou mais empregados devem reservar de 2% a 5% dos seus cargos a pessoas com deficiência física.

Capacitação

Além das vagas ofertadas durante o evento, os candidatos que buscam capacitação também foram orientados a procuraram os cursos gratuitos oferecidos pela Prefeitura, por meio do Programa Qualifica São José.

Também participaram do evento as entidades Aaflap (Associação de Apoio aos Fissurados Lábio – Palatais), Asin (Associação Síndrome de Down) e Sorri – São José dos Campos e Instituto Athlon, de incentivo ao esporte para pessoas com deficiência. A organização do evento foi da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico