Capacitados, funcionários do Procon aperfeiçoam atendimento
Atualizado em 15/01/2018 - 23:48
Curso de capacitação no Procon
O treinamento, com carga total de 30 horas, reúne em torno de 15 profissionais em atividades técnicas e teóricas. - Foto: Divulgação

Cláudio Ribeiro
Secretaria de Apoio Jurídico

O Procon de São José dos Campos está realizando, nesta semana, um ciclo de aperfeiçoamento dos funcionários. O objetivo do treinamento é qualificar a mão de obra que atende a população que procura o órgão municipal de proteção e defesa dos consumidores. Inicialmente estão sendo treinados 15 funcionários. A capacitação tem duração de cinco dias, com carga total de 30 horas. Após a conclusão, eles vão passar por uma avaliação com a finalidade de observar e medir o aproveitamento de cada um.

Com o curso de reciclagem, os profissionais estarão mais capacitados a prestar informações aos cidadãos e aperfeiçoar o atendimento, com segurança, clareza e precisão e em conformidade com o que dispõe o Código de Defesa do Consumidor na análise das reclamações apresentadas.

Além da aprendizagem técnica, os funcionários são orientados quanto aos procedimentos internos do Procon municipal, o que influencia na qualidade do atendimento e eficiência do desenvolvimento das atividades.

Resolutividade

Essas ações refletem na melhoria da capacidade de solucionar as queixas registradas pelos consumidores. No ano passado, o Procon recebeu 78.098 reclamações e apresentou índice de resolutividade de 85%, dois pontos percentuais acima do de 2016, que foi de 83%.

Uma das consumidoras contentes com o atendimento do Procon é Jéssica Renata de Paula Viana, moradora da Vila Adyana. Ela fez uma reclamação no órgão no dia 15 de dezembro e teve a questão solucionada em pouco tempo.

Jéssica elogia a equipe e ressalta que vale a pensa o consumidor procurar os direitos. “Todos atendem muito bem, com educação, sendo muito atenciosos. Tanto os que trabalham no atendimento presencial como no telefônico estão de parabéns.”

Em outra situação, Marta Campos dos Santos ingressou com uma queixa contra uma administradora de cartão de crédito, pois havia pago a fatura de acordo com o boleto recebido pelo correio. Por lapso, a instituição financeira acabou por emitir o documento com o código de barras errado, razão pela qual não acusava o recebimento do valor.

Após ser acionado pelo Procon na mesma semana, o agente responsável pelo reconhecimento de pagamento identificou onde foi parar o valor pago pela consumidora, corrigiu o equívoco, desconsiderou a cobrança indevida, assim como os juros e demais ônus que poderiam acarretar. “Fiquei aliviada e muito satisfeita com a solução do problema de maneira ágil”, afirmou Marta.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Apoio Jurídico