Atletas pregam profissionalismo e determinação no embarque para o Jori
28/02/2018 - 09:57
Jori Embarque da delegação de São José
Delegação joseense foi para o Litoral Norte com 128 atletas, que disputarão 14 modalidades - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Thiago Fadini
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida

Se depender da confiança e foco, São José dos Campos já tem lugar garantido entre as cidades melhores colocadas no 22º Jori – Jogos Regionais dos Idosos, da 2ª Região Esportiva do Estado de São Paulo. A competição será disputada em São Sebastião, no litoral norte, até o próximo domingo (4).

No embarque que aconteceu na manhã desta quarta-feira (28), na Casa do Idoso Sul (avenida Andrômeda, 2601, Bosque dos Eucaliptos), a palavra mais dita por atletas e comissão técnica foi ‘profissionalismo’. O grupo de 146 pessoas – 128 atletas (64 mulheres e 64 homens) e o corpo de dirigentes e apoio – deixou claro que o evento não tem ares de passeio, mas sim de competição.

“Nós vamos é pra ganhar, tanto é que se a gente vai se classificando durante os jogos, nem vamos para o baile (que acontece na noite anterior à final), para não ficarmos cansadas. Se queremos ganhar, temos que nos dedicar”, disse dona Célia Maria Dias, 66 anos, que há seis é jogadora de voleibol adaptado do time joseense.

A opinião é compartilhada por seu João Domingos Germano, 66 anos, que também defende São José no vôlei. Segundo ele, o Jori fica mais difícil a cada ano que passa pelo aumento gradativo de cidades competidoras, o que exige maior empenho da equipe nos treinamentos, que são realizados durante todo o ano nas unidades esportivas da cidade e nas unidades da Casa do Idoso.

“Não tem essa de amadorismo, somos profissionais. Vamos pra ganhar mesmo. Treinamos o ano inteiro pra isso e esse ano está mais difícil, porque tem mais equipes. Estará bem nivelado”, disse João Domingos, que vive há 16 anos no município e que se classifica como um fanático por esportes.

Célia Maria Dias está confiante e acredita que São José dos Campos é uma das favoritas ao título, tanto do voleibol feminino adaptado, quanto do campeonato geral. “Sempre tem uma equipe que está mais forte no ano, mas este ano nós estamos ainda mais fortes”, completou Célia Maria. A boa projeção é confirmada pelo técnico da delegação de voleibol adaptado, Rodrigo Cassiano da Silva. Ele valoriza o compromisso que os convocados para o Jori têm com a comissão, mantida pela Prefeitura de São José dos Campos.

“O Jori é o foco do trabalho do ano inteiro, é a nossa meta. Há outras competições em que participamos, mas o que eles têm mais em mente é o Jori. Tem gente que treina comigo a semana inteira, tem muito atleta na pré-equipe e tem muita gente querendo entrar para o elenco principal”, contou.

E o treinador revelou ainda que as mulheres são as mais assíduas em todas as sessões de treinos. “A dedicação é total, raramente elas faltam, estão sempre cobrando umas das outras”, completou Rodrigo Cassiano da Silva.

Os Jogos

A delegação joseense participará das 14 modalidades da programação dos 22º Jori: atletismo (masculino e feminino), bocha (misto), buraco (masculino e feminino), coreografia (misto), damas (masculino e feminino),  dança de sala (misto), dominó (masculino e feminino),  malha (misto), natação (masculino e feminino), tênis (masculino e feminino), tênis de mesa (masculino e feminino), truco (misto), vôlei adaptado (masculino e feminino) e xadrez (masculino e feminino).

Na competição, algumas modalidades têm disputas subdivididas em categorias. Para o atletismo e a natação, são reservados sete tipos de provas. Já dança de salão, tênis, tênis de mesa e vôlei adaptado têm duas categorias.

No total, 39 cidades da Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Alto Tietê e parte da Grande São Paulo estão inscritas no evento. Cerca de 2.500 atletas devem participar das disputas. São José dos Campos já levou o caneco na disputa geral sete vezes e foi a vice-campeã no ano passado, quando Guarulhos ficou com o título.

Toda a delegação de São José dos Campos ficará alojada na escola municipal Maria Francisca Santana de Moura Tavolaro (rua São Nicolau, 567, Pontal da Cruz). O retorno da competição está programado para o próximo domingo (4).

MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida