Oficinas culturais alimentam sonho de criança e são terapia para adulto
Atualizado em 19/02/2018 - 15:03
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Janete Fátima começou a fazer oficina de customização de tecidos no Centro Cultural Clemente Gomes - Foto: Paulo Amaral/FCCR - Foto: PMSJC

Avelino Israel
Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Quase 5.000 pessoas, entre crianças e adultos, começaram a participar nesta segunda-feira (19) das oficinas culturais oferecidas pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo em diferentes casas de cultura da cidade, por meio do Programa Arte nos Bairros.

Ana Carolina Amorim, de 11 anos, foi matriculada na oficina de balé do Centro Cultural Clemente Gomes, que funciona no Parque da Cidade, em Santana, na região norte de São José dos Campos. “Eu sempre sonhei em participar desta oficina e quando eu crescer quero ser bailarina profissional”, disse convicta Ana Carolina. 

Além da animação das crianças, as oficinas culturais também atraem pessoas de mais idade. Após ter frequentado aulas na oficina de boneca de pano em 2017, a dona de casa Janete Fátima, de 57 anos, está iniciando uma nova ‘aventura’ este ano, desta vez na oficina de customização. “Eu quero aprender mais, pois além das aulas serem gostosas, funcionam como uma terapia”, ressaltou Janete. Pela expressão de felicidade, era possível constatar que ela estava bastante satisfeita por ter sido sorteada para participar desta oficina. 

Para a orientadora da oficina de balé na Casa de Cultura Clemente Gomes, Josiane Reis, o início das aulas é como um marco na vida de muitos participantes. “A arte tem um poder de transformação muito grande e quando as pessoas fazem contato com ela, é como se passassem a ter uma outra concepção sobre o mundo”, afirmou. 

Matrícula e frequência 

Para participar das aulas, os aprendizes selecionados têm até cinco dias, após o início das oficinas, para realizarem a matrícula. É necessário que seja apresentado um documento original com foto do aluno, assim como o dos responsáveis, no caso de menores de idade. 

As planilhas com os nomes dos alunos selecionados para cada casa de cultura podem ser conferidas aqui. 

A frequência dos aprendizes será anotada em lista de presença pelo orientador artístico e acompanhada pelo coordenador da Casa de Cultura. O participante que tiver duas faltas sem justificativa, dentro do período de medição mensal, previsto pela Fundação Cultural, terá sua inscrição automaticamente cancelada. 

Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

(12) 3924-7300


MAIS NOTÍCIAS
Fundação Cultural Cassiano Ricardo