São José dos Campos recebe 4.700 doses da vacina Meningocócica C
Atualizado em 20/12/2018 - 11:39
Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e o Sarampo, na Ubs do Jardim Satélite. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 04-08-2018
A vacina Meningocócica C volta a ser disponibilizada para a população a partir desta secta-feira em todas as UBS's - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Nei José Sant' Anna
Secretaria de Saúde

A vacina Meningocócica C volta a ser disponibilizada nas unidades básicas de saúde de São José dos Campos a partir desta sexta-feira (21). A Prefeitura recebeu do Governo do Estado, no final da tarde desta quarta-feira (19), um lote de 4.700 doses.

Nesta quinta (20), a Secretaria de Saúde preparou um esquema de distribuição para as 40 UBS’s, para que o atendimento comece na sexta logo na abertura das unidades, a partir das 8h.

Segundo a Vigilância Epidemiológica, a demanda do mês é de cerca de 5.000 doses. Como há muitas crianças com vacinas em atraso – já que desde junho deste ano tem havido falhas recorrentes na distribuição, por parte do Ministério da Saúde – o estoque que acaba de chegar deve ser insuficiente para atender toda a demanda mensal.

Desde maio deste ano, o governo do Estado reduziu as remessas da vacina Meningocócica C. A última remessa regular foi enviada em abril. Em junho, as unidades básicas de saúde começaram a registrar falta pontual desta vacina. A última remessa foi de apenas 2.000 doses, no dia 12 de novembro. A Prefeitura oficiou o Estado solicitando 8.000 doses para atender a demanda da rotina e a atrasada.

A falha na distribuição tem ocorrido em todo o Brasil desde o primeiro semestre deste ano. O Ministério da Saúde havia informado que a distribuição da vacina meningocócica C seria normalizada em todo o país no final do mês de agosto, o que acabou não acontecendo. O motivo alegado pelo Governo Federal para a redução das remessas foi devido a atrasos na entrega pelo laboratório produtor.

Esquema vacinal

A vacina meningocócica C faz parte do Calendário Nacional de Vacinação, sendo administrada aos 3 meses e aos 5 meses, com reforço aos 12 meses. Segundo o Ministério da Saúde, para crianças que não receberam o reforço aos 12 meses, a vacina poderá ser administrada até os 4 anos de idade.

A vacina é utilizada para prevenir as doenças provocadas pela bactéria Neisseria meningitidis do sorogrupo C. Esta bactéria pode ser a causa de infecções graves, como a meningite e a sepse. A vacinação é considerada a forma mais eficaz na prevenção dessas doenças.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Saúde